A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Junho de 2018

12/07/2017 07:13

Comemorações brilhantes

Por Francisco Habermann (*)

"Quando o tempo volta e surpreende o espírito trabalhando em sol maior..." ( P. Ezel, 2017 )

Ando pensando na nossa percepção do tempo que passa, mas os entendidos afirmam que o tempo não existe. Não sei, não. Para mim, o tempo até volta – pelo menos na minha memória.

Foi o que aconteceu, aqui em Botucatu-SP, quando o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina – UNESP esteve em festa pelos seus 50 anos de atividade ininterrupta. Como sou testemunha desde antes do momento zero deste HC, posso dizer que senti o tempo voltar. Foi muito bom e quero dividir esta sensação com o leitor.

Quem vivenciou o inicio de uma estrutura de ensino universitário quando se tinha apenas o prédio nu construído para ser um futuro hospital no Distrito de Rubião Júnior (município de Botucatu-SP) sabe do que estou recordando. Meus ilustres colegas médicos da turma pioneira e outros das turmas subsequentes poderão, igualmente, confirmar: toda pujança atual do HC partiu do zero, em 1967.

Se a Faculdade de Medicina de Botucatu ( FCMBB ) existia desde 1963, o seu Hospital de Clínicas foi inaugurado somente quatro anos depois. Hoje, só para dar uma rápida ideia ao leitor, é Centro de Excelência em transplantes renais ( 1° do interior do estado de S.Paulo ), em transplantes hepáticos e transplantes autólogos de medula óssea. Iniciará transplantes cardíacos e pancreáticos proximamente. Este Hospital Universitário ligado à Secretaria de Saúde do Estado de S. Paulo possui Unidade de AVC, UTIs diferenciadas e um excelente Centro de Diagnóstico por Imagem, com tomografia de última geração, medicina nuclear, radiologia, ultrassom e unidade Pet-Scan a ser proximamente inaugurada.

Atende em nível terciário 130 municípios da região e parte dos estados vizinhos, realizando, em 2016, 40 mil sessões de hemodiálise, 600 mil consultas ambulatoriais, 15 mil cirurgias, 2300 partos, 30 mil internações, 60 mil procedimentos oncológicos, 2 milhões de exames laboratoriais, 145 mil exames de imagem. Possui Pronto Socorro adulto ( 110 mil atendimentos/ano ) e outro Infantil ( 50 mil/ano ); dois outros hospitais de retaguarda ( H. Geral e o H. de Atenção e Referência em Álcool e Drogas )e 4 Casas de Apoio-FAMESP ( 44 leitos ). Totalizou recentemente um milhão de atendimentos.

Foi com a sensação de estar dentro de um tunel do tempo – como sugere a foto de autoria de Igor Medeiros – é que, convidado, traduzi em sons ao piano as notas de júbilo a todos os presentes na Sessão Solene que comemoraram o cinquentenário do HC, com as presenças do primeiro paciente atendido em 1967, do primeiro nascido no HC, do atual Magnífico Reitor da UNESP, Professor Dr. Sandro Roberto Valentini e demais autoridades. Uma festa sonora para o coração abrilhantada pelos geniais Tchaikovsky

( Tema da 5ª.Sinfonia ) e De Curtis ( Torna Sorriento).
Meu pensamento voou no tempo ... E o coração aguentou!

(*) Francisco Habermann é docente aposentado da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu e ex-aluno da 1ª. turma de médicos da Faculdade. Contato: fhaber@uol.com.br

Os três pilares do aprendizado
A educação brasileira passa por um profundo processo de transformação com a implantação da nova Base Nacional Comum Curricular. Precisamos estar pron...
O país onde tudo é obrigatório
Nos Estados Unidos, na França e na Inglaterra, as regras ou são obedecidas ou não existem, por que nessas sociedades a lei não é feita para explorar ...
Universidade pública e fundos de investimento
  A universidade pública não é gratuita, mas mantida pelos recursos dos cidadãos. E por que a Constituição brasileira escolheu determinar esse tipo d...
Uma nobre atitude de cidadania e espiritualidade
A solidariedade é intrínseca à condição humana, um dever moral que vai além da dimensão religiosa, pois todos somos gregários e frágeis. A bondade é ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions