A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2017

02/09/2016 10:58

Empreendedor sustentável também precisa descansar

Por Marcus Nakagawa (*)

Quando falamos em sustentabilidade muitos significados estão inseridos neste contexto: meio ambiente, salvar o planeta, onda verde, reciclagem, tripé sustentável, desenvolvimento sustentável, enfim, a sustentabilidade está sendo utilizada em qualquer momento, local, empresa, produto ou frase. Já começamos a sentir um certo desgaste para este termo e usos inadequados para uma palavra que está “na moda”.

Depois da COP 21, encontro de 195 países em Paris, em dezembro de 2015, vimos que alguns deles começaram a se comprometer com o tema do aquecimento global e os outros milhares de assuntos referentes ao ambiente. Dizem que este movimento verde não é somente verde, mas também um movimento de pessoas e do planeta.

Sim, este termo é importante e está em voga, mas nunca deve sair da pauta.

A ONU, como exemplo de mobilização para o tema, por meio dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, está buscando 17 tópicos para que as pessoas, governos e empresas possam, até 2030, se unir e vencer problemas referentes à pobreza, fome, desigualdade, degradação, vida na água, energia limpa, entre outros.

Esta é uma luta não somente pelo ambiente, mas também pelo ser humano e a sua convivência com os outros seres vivos neste planeta.

Porém, estes tais de seres pensantes que buscam algo nesta sociedade, precisam aprender a trabalhar inicialmente consigo antes de querer salvar o planeta. Não é frase de autoajuda, mas sim uma máxima que não vemos sendo praticada no dia a dia, talvez somente nos “posts” das mídias sociais: "se você quer mudar ao mundo, antes de tudo comece você esta mudança para o bem", uma das frases de Gandhi, parte do seu legado ao mundo.

Começar a pensar em você é fundamental! Pensar nas suas próprias mudanças e melhorias, mas não só para ganhar mais dinheiro, poder ou fama, mas sim para ser mais verdadeiro com você mesmo. Fazer o que realmente faz sentido para você com consciência e com “pé no chão”. Não é nenhum artigo do tipo “largue tudo e vá atrás do seu sonho sem pensar”, mas sim “respire fundo, analise o que faz sentido para você, os seus potenciais e sonhos". E vá em frente! Sempre com muita ética. O mundo agradece e florescerá ainda mais com isso.

Tem muito palestrante, articulista e escritor que escreve vários passo a passo para este encontro consigo mesmo. Leia todos e veja qual faz mais sentido. Se não quiser ler ou assistir a uma palestra, reflita com seus amigos e pessoas que realmente gostem de você. Principalmente um mentor ou alguém que você admira, ou que tenha mais experiência. Veja o estilo de vida dele e avalie se te agrada.

Esta parte da vida não é fácil. Estudar, entender e ter consciência é difícil, pois vivemos numa sociedade na qual temos cada vez menos temos tempo de refletir. Tudo é somente em alguns caracteres, posts, imagens ou três segundos de um frame de filme. Refletir sobre o seu eu para depois ajudar a mudar as coisas no seu entorno, isso ajudará a mudar o mundo.

Ufa! Só de pensar já dá um certo desespero... Coisas de começo de ano. Por isso, é importante que o empreendedor tenha um tempo para si e limpe sua mente. Prepare para ser este empreendedor da sua vida de uma maneira sustentável.

(*) Marcus Nakagawa é professor da graduação e MBA da ESPM, idealizador e diretor da Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade e palestrante sobre sustentabilidade, empreendedorismo e estilo de vida.

Muito, pouco
No dia 3 de maio de 2016, foi promulgado o Decreto nº 8.737, que institui o Programa de Prorrogação da Licença-Paternidade para os servidores público...
A bolha da saúde brasileira está prestes a explodir
A crise econômica e o crescente índice de desemprego da população brasileira refletiram diretamente no setor da saúde. Recente estudo revelou que mai...
Marchinhas do coração
Sei que existem as marchinhas preferidas do coração. São as do passado ou do presente, mas não é delas que quero falar, e, sim, do sofrido coração br...
Reforma da Previdência: aprofundando o deserto na vida dos trabalhadores
O cinema enquanto “sétima arte” muitas vezes busca retratar realidades cotidianas na telona. Não foi diferente o filme “Eu, Daniel Blake”, ganhador d...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions