A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018

15/02/2017 10:36

Mercosul: a hora da virada é agora

Por Milton Lourenço (*)

Embora tenha sido definida por parte da grande imprensa como um fiasco, a última reunião entre o presidente do Brasil, Michel Temer, e o da Argentina, Maurício Macri, pode constituir o início de uma nova etapa na já longa trajetória do Mercosul, acordo comercial nascido a 26 de março de 1991 com a assinatura do Tratado de Assunção. É verdade que, depois de 26 anos de existência, o Mercosul não conseguiu viabilizar acordos com mercados importantes e sequer alcançou o grau de zona da livre-comércio, mas os seus n&uacu te;meros mostram que o bloco tem peso significativo na corrente de comércio do País.

É verdade que, nos últimos anos, a relação comercial entre os dois países definhou e muitos produtos brasileiros perderam espaço no mercado vizinho. Com a ascensão de Macri à presidência, acreditava-se que essa tendência seria logo revertida, mas até agora nada ocorreu. Basta ver que, em 2016, a corrente de comércio entre os dois países foi 43,2% menor que no auge, em 2011. Em 2016, os embarques para lá somaram US$ 13,4 bilhões, um recuo de 41% desde 2011, quando o País vendeu ao parceiro US$ 22,7 bilhões.

Ou seja, em 2011, a soma das importações e exportações chegou a US$ 39,6 bilhões e recuou para US$ 22,5 bilhões em 2016. O resultado foi um superávit de US$ 4,3 bilhões para o Brasil, mas que resultou do encolhimento da economia argentina. Para 2017, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê para a Argentina um crescimento de 2,7%. E o Brasil precisa se aproveitar disso.

Para o Mercosul, em 2016, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Brasil exportou 18,3 bilhões, dos quais US$ 16,1 bilhões em produtos industrializados, importando US$ 11,5 bilhões, dos quais US$ 8,4 bilhões de produtos industrializados.

Em 2015, o Brasil havia exportado US$ 18 bilhões, dos quais US$ 15,7 bilhões de produtos industrializados, importando US$ 12,2 bilhões, dos quais US$ 9,9 bilhões de produtos industrializados. O Mercosul representou 9,8% dos US$ 185,2 bilhões referentes ao total das vendas extern as do Brasil em 2016. Em 2015, esse percentual foi de 9,4% do total das vendas externas (US$ 191,1 bilhões).

Com a desistência dos EUA da Parceria Transpacífico (TPP, na sigla em inglês), o setor exportador brasileiro pode conquistar mercados importantes como Japão, Coréia do Sul e Canadá, além de se aproximar mais da Aliança do Pacífico (México, Peru, Chile e Colômbia). Desses países, aquele que se afigura como mais promissor nas negociações é o México, com o qual o Brasil já tem assinado vários protocolos comerciais. Além de carne processada, o México tem interesse na soja e no milho produzidos no Brasil. &Eacut e; de se lembrar que Brasil e México são as duas maiores economias da América Latina.

Como a União Europeia também parece incomodada com a nova orientação seguida por Washington, parece claro que este seria o momento de o Mercosul procurar fechar o acordo que vem sendo negociado com aquele bloco desde 2000. Para tanto, porém, Brasil e Argentina antes precisam se integrar mais, apresentando o Mercosul uníssono e revitalizado para seguir adiante nas conversações com esses parceiros.

(*) Milton Lourenço é presidente da Fiorde Logística Internacional e diretor do Sindicomis (Sindicato dos Comissários de Despachos, Agentes de Cargas e Logística do Estado de São Paulo) e da ACTC (Associação Nacional dos Comissários de Despachos, Agentes de Cargas e Logística)

Triste boa notícia
A leitura é um dos maiores prazeres da vida. Mergulhar fundo no mar de palavras de belezas naturais, que ficam maravilhosas quando juntadas com maest...
Fim do Ministério do Trabalho: avanço ou supressão de direitos?
Numa eleição marcada por antagonismos e forte polarização, todo ato do presidente eleito tem sido motivo de fortes críticas, com especial endosso e e...
Brasil — Vocação para o progresso
Nas comemorações dos 129 anos da Proclamação da República, reflitamos sobre o papel do Brasil no contexto mundial, que é também o de iluminar as cons...
Eu sou eu e...
A busca de orientação para nortear nossas vidas nos proporciona caminhos os mais variados. Na medida em que essa busca se realiza por meios que se ba...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions