A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 27 de Maio de 2017

02/10/2014 13:47

O futuro do Brasil está comprometido

Por Benedicto Ismael Camargo Dutra (*)

O futuro depende do bom preparo das novas gerações para a vida. A esse respeito houve um descuido geral. O sentido da existência se extraviou. A vida simples e produtiva foi posta de lado diante de expectativas fantasistas incutidas nas mentes. Como restabelecer o equilíbrio perdido?

Estamos em ano de eleição para presidente. Percebemos claramente a falta um sentimento patriótico. Lamentavelmente, o Brasil não tem sido cuidado de forma adequada, permitindo-se a livre ação dos esfoladores que só querem arrancar o couro em benefício próprio. Enquanto a população não perceber que somos responsáveis pela nossa evolução e pelos rumos do país, corremos o risco de tudo permanecer como está indefinidamente.

Enquanto pão e circo forem bem acolhidos, acomodando as novas gerações, tudo vai ficando nas mãos dos mesmos e do mesmo jeitão que perdura há séculos; mas as consequências não se fazem esperar. Água, alimentos, saúde, escola, saneamento, tudo depende do esforço e do planejamento sério.

Os candidatos não falam e não se comprometem com o saneamento. Toneladas de esgoto são despejadas diariamente nos rios, carregadas para os oceanos. Faltam saneamento e educação. Toneladas de lixo mental também são lançadas sobre a população em filmes e programas de baixo nível que pegam a juventude despreparada, desmotivando-a para uma vida de aprendizado e trabalho. Qual o compromisso dos candidatos com a melhora geral do país? O aspecto mais crítico: o secular descuido com as novas gerações. Os humanos têm de ser responsáveis na geração de filhos. Sem leitura, sem aumento do vocabulário, como esperar que os jovens tenham clareza no pensar e raciocínio lúcido?

Que futuro poderemos esperar diante da falta de interesse em construir um país melhor? Depende de cada um, individualmente, estar desperto na chama do anseio da evolução. Diariamente somos sacudidos por acontecimentos que fogem da normalidade, gerando temores, inquietação, indignação. Mas logo tudo passa; as pessoas prosseguem sem alterar sua forma complacente de não querer saber a verdade sobre o que está se passando na vida. Seria por causa da vaidade que não quer aceitar que a vida está se transformando?

Vivemos um momento de inquietação global. A falta de propósitos começa mais em cima, na humanidade, no país, na cidade, na família, no emprego. Há uma enorme oferta de informações que abarrotam a mente, mas o ser humano se distancia do conhecimento de si mesmo, e tudo que está fazendo vai perdendo o sentido porque ele não sabe o que quer, nem o que deveria querer como objetivo da vida.

Os tiranos trabalham com o medo. Economia na mão do Estado, geralmente quer dizer na mão dos tiranos. Poderosos empresários não agem de forma muito diferente. Há que se temer a TV, os filmes e demais programas que esta exibe, sempre carregando o medo embutido. Há que se educar, respeitar a ética e a moral, conduzir para um mundo melhor sem tirania, com respeito e consideração.

Conserva limpo o foco dos pensamentos. Também quer dizer: não se deixe abater pelo desânimo nem pela raiva. Pense de forma positiva, a mudança para melhor é sempre possível, depende de cada um. Pense bem, organize a sua vida, controle o dinheiro, estabeleça metas, não descuide da saúde e da espiritualidade.

É tudo muito simples, mesmo nesta fase de horrores e de tantas formas de pensamentos negativas e destrutivas. Depende de cada um. Não fazer drama. Superar a ansiedade, o medo e a negatividade. Assumir o controle das emoções. Cultivar a paz, ser feliz. Encarar os problemas e dificuldades com naturalidade. Sempre há uma solução.

(*) Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, e associado ao Rotary Club de São Paulo. Realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros “ Conversando com o homem sábio”, “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”, e “2012...e depois?”. E-mail: bicdutra@library.com.br; Twitter: @bidutra7

A reforma do gás natural
A agenda da competitividade é imprescindível para o desenvolvimento do país. Precisamos de reformas que reduzam o custo Brasil por meio da melhora do...
Tendência da Justiça do Trabalho e os reflexos no seu negócio
Não é novidade que a Justiça do Trabalho tem como objetivo facilitar a busca de direitos por parte dos trabalhadores. Ela faz parte de uma rede de pr...
O futuro da educação começa agora
Você, com certeza, já se pegou perguntando, em tom de curiosidade, para onde as mudanças desse mundo vão nos levar e qual será o destino das próximas...
Capitalismo de compadrio e corrupção sistêmica
Reza o bom senso que o Estado não deve tratar empresas nem bondosa nem cruelmente demais. Naquilo que tem de bom, a sabedoria proverbial vislumbra os...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions