A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 30 de Maio de 2017

07/07/2016 10:58

O valor bruto da produção agropecuária

Por José Luiz Tejon Megido (*)

O valor bruto da produção agropecuária do Brasil deve cair 3,3% neste ano comparado ao ano passado. Deveremos ter 504.4 bilhões de reais em 2016 versus 521.9 bilhões de reais de 2015.

A razão desses números se trata da queda de produção e da produtividade, principalmente em lavouras de alto impacto como arroz, feijão, e milho. Os levantamentos da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura aponta também para redução nas frutas.

As lavouras no Brasil representam 327.5 bilhões de reais, praticamente 65% do total do valor bruto da produção, e a pecuária 176.9 bilhões de reais. Estas informações de queda nas lavouras e de menor receita do valor bruto da produção significam avisos e alertas de alta relevância.

Para darmos os saltos que o Brasil pode e deve dar no aumento da oferta de todos os seus produtos, tanto para o mercado externo quanto interno, precisamos de um projeto, um plano do Brasil para 400 milhões de toneladas e muito treinamento e estímulos para adotarmos em altíssima velocidade a integração lavoura pecuária e floresta, nos próximos 10 anos.

Isso quer dizer na mesma área onde só havia pastagem degradada poderemos ter soja, milho, feijão, frutas, piscicultura, árvores, inclusive nativas, água, carnes. Ou seja, sem um projeto Brasil 400 não iremos competir, principalmente do lado de fora das porteiras das fazendas.

E, em contrapartida, se nada fizermos, poderemos estancar no patamar que atingimos, sem coordenação das cadeias produtivas, seguro, estoques, armazenagem e acima de tudo, investimentos e educação.

(*) José Luiz Tejon Megido é conselheiro fiscal do CCAS (Conselho Científico para Agricultura Sustentável), dirige o Núcleo de Agronegócio da ESPM

A delação premiada veio para ficar
Alguns meios de obtenção de prova no processo penal passaram a ser admitidos mais recentemente para enfrentar o surgimento e o fortalecimento das org...
Agostinho
Agostinho Gonçalves da Mota é uma das poucas unanimidades em nossa cidade. Com 92 anos de idade, uma alegria contagiante e uma gargalhada que se ouve...
Como financiar a gratuidade de nossas universidades?
Quando falamos em financiamento do estado três questões devem ser respondidas ao mesmo tempo: quem irá contribuir, com quanto e como esses recursos t...
Porto Canuto: ponto final ou início de uma história!
A vida não é uma mera sucessão de fatos e acontecimentos. Rememorei a “Retirada da Laguna” e comparei com os nossos problemas atuais. A coluna brasil...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions