ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  03    CAMPO GRANDE 14º

Cidades

Após denúncia de médico, prefeitura pede investigação sobre protocolo do corona

A Fundação Hospitalar do município respondeu ter cumprido todos os protocolos para o covid-19, conforme determina a OMS

Por Maressa Mendonça | 07/04/2020 14:41
Fachada da Fundação Hospitalar de Costa Rica (Foto: Divulgação)
Fachada da Fundação Hospitalar de Costa Rica (Foto: Divulgação)


O prefeito de Costa Rica Waldeli dos Santos Rosa vai pedir abertura de investigação para apurar denúncia feita por médico sobre possível desrespeito ao protocolo  de coronavírus, após a morte de um homem de 58 anos em hospital do município, localizado a 306 quilômetros de Campo Grande.

Em nota, divulgada nesta terça-feira (7), o prefeito informa que após tomar conhecimento da denúncia publicada pelo Campo Grande News decidiu tomar algumas medidas para esclarecer os fatos.

“O Governo Municipal entendeu por bem encaminhar aos órgãos competentes um ofício solicitando apuração dos fatos denunciados e assim avaliar se houve ou não omissão na conduta”, informou.

Os órgãos competentes a que o prefeito se refere  na nota são a Polícia Civil, um juiz eleitoral da região e até o Conselho Regional de Medicina de São Paulo, onde o médico Murilo Duarte Carmo, que denunciou o caso, se formou.

A Fundação Hospitalar de Costa Rica  também publicou nota sobre o caso. O documento é assinado por Fernanda Berigo, diretora geral da unidade.

Na publicação, eles informam que “a médica responsável seguiu todos os protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS), onde não foi confirmado nenhum indício de suspeita de Covid-19, ou seja, não haviam sinais e nem sintomas que levassem a suspeita do vírus”.

Ainda conforme o hospital, a família do paciente foi acionada e entrevistada sobre a possibilidade de o homem ter tido contato com alguém diagnosticado com o corona. Com base nessa conversa, eles afirmam terem descartado a suspeita.

Demissão - Sobre a demissão do médico, a diretora fundação nega que tenha relação com as denúncias ou queixas feitas por ele e afirma estar relacionada com uma falta em escala de plantão de urgência.

A denúncia - O médico Murilo Duarte Carmo publicou vídeo em que denuncia desrespeito ao protocolo do coronavírus na Fundação Hospitalar de Costa Rica. Ele afirma ter sido coagido e colocar no protocolo de atendimento do paciente apenas “insuficiência respiratória aguda” sem citar a possibilidade do coronavírus.

O médico disse ter solicitado exames para descartar a possibilidade do corona e além de não ter sido atendido acabou demitido. Confira o vídeo: