ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Cadeirantes que se cadastraram para votar com acessibilidade elogiam instalações

Eleitores não têm dificuldades nas primeiras horas de votação hoje (2) em escolas preparadas para recebê-los

Caroline Maldonado e Natália Olliver | 02/10/2022 09:12
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade
Aposentado Marcos Vinícius Salomão durante votação, na Escola Municipal Tomaz Ghirardelli, no Bairro Parque do Lageado. (Foto: Paulo Francis)
Aposentado Marcos Vinícius Salomão durante votação, na Escola Municipal Tomaz Ghirardelli, no Bairro Parque do Lageado. (Foto: Paulo Francis)

Eleitores com deficiência ou com mobilidade reduzida que se cadastraram no TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) para votar em locais com acessibilidade não enfrentam dificuldades, nas primeiras horas de votação hoje (2), em Campo Grande. Já aqueles que não fizeram o cadastro, até maio deste ano, podem ter problemas em seções sem acessibilidade.

A Capital tem 7,9 mil eleitores com algum tipo de deficiência e aptos a votar. Desse total, 3,6 mil têm deficiência de locomoção, 1,1 mil visual, 954 auditiva e 95 têm dificuldade para exercício do voto.

Várias rampas com corrimão e espaços amplos garantem tranquilidade e agilidade aos cadeirantes na Escola Municipal Tomaz Ghirardelli, no Bairro Parque do Lageado.

Votando na escola há 6 eleições, o aposentado Marcos Vinícius Salomão, de 58 anos, conta que nunca teve problemas para chegar ao local e acessar a sala de votação. “Acho excelente a facilidade, pra gente está tudo bem. Depois de votar vou para casa descansar”, disse depois de votar.

Nas primeiras horas, mais gente chegando com cadeiras de rodas, elogiava as instalações. O aposentado Joel Dário de Castro, de 62 anos, chegou às 8h05. “Cheguei agora e já votei. A escola é boa, sempre votei aqui e até agora está normal, não tenho problema nenhum, está certinho. Vou voltar para casa e esperar a vitória dos meus candidatos”, disse Joel.

Joel Dário de Castro, na Escola Municipal Tomaz Ghirardelli, no Bairro Parque do Lageado. (Foto: Paulo Francis)
Joel Dário de Castro, na Escola Municipal Tomaz Ghirardelli, no Bairro Parque do Lageado. (Foto: Paulo Francis)

Desempregado, Ricardo Rodrigues Lima, de 35 anos, está usando cadeira de rodas devido a um acidente de motocicleta que sofreu no dia 10 de setembro. Ele elogiou os recursos que garantem acessibilidade na escola.

“Cheguei e os portões já estavam abertos. O aplicativo E-título indica que minha seção, a 226, é a com mais acessibilidade da escola. Depois do resultado, provavelmente vou ficar em casa, descansando, mas espero que o resultado seja o melhor para o País", comentou Ricardo.

Além de usar cadeira de rodas, Maycon Mota da Silva, de 30 anos, tem dificuldade de fala e audição. “Cheguei às 6h30 e votei bem rapidamente e foi bem tranquilo. Aqui é fácil andar porque tem as rampas", disse.

Nos siga no Google Notícias