ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  21    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

Com 22 casos por hora, Capital já tem quase o triplo de infectados que Dourados

Até junho, cidade no sul do Estado era epicentro da covid-19, agora Campo Grande disparou como recordista em casos e mortes

Por Ângela Kempfer | 04/08/2020 10:53
Profissional da Vigilância Sanitária afere temperatura em Campo Grande, (Foto: Marcos Maluf)
Profissional da Vigilância Sanitária afere temperatura em Campo Grande, (Foto: Marcos Maluf)

No boletim epidemiológico desta terça-feira (4), Campo Grande é responsável por mais de 50% das confirmações de covid-19 em Mato Grosso do Sul que contabiliza 27.678. O dia é de novos recordes. São mais 1.033 infectados em 1 dia aqui no Estado, com 530 só na Capital, que soma hoje 11.213 pessoas contaminadas.

A cidade registrou mais de 10 mil casos da doença em menos de 40 dias e hoje atinge quase o tripo de Dourados (4.402), que até junho era epicentro do coronavírus no Estado. Também tem muito mais óbitos, são 149 contra 57 de Dourados.

O relatório da Secretaria Estadual de Saúde trouxe hoje mais 11 mortos por covid, com 432 óbitos no total. O lado positivo é que apenas 2 óbitos são da Capital. As vítimas mais recentes em Campo Grande são um homem de 66 anos e uma mulher de 62, ambos com comorbidades.

Idosa de 85 anos e homem de 58 morreram em Aquidauana, outro município da Macrorregião que tem avançado exponencialmente nos números de contaminados e mortes, com 15 óbitos no total, Aquidauana segue até sexta-feira em lockdown.

Na cidade vizinha, Anastácio, mulher, de 55 anos, também não resistiu à covid-19 e é a 5ª vítima no município.

Em Corumbá, uma mulher diabética, de 73 anos, também morreu, além de um homem, de 40, que não integrava nenhum grupo de risco.

Também foram registradas mortes em Três Lagoas, de um homem considerado saudável, de 61 anos, e de uma mulher que tinha problemas no coração, de 58. Homem, de 66, morreu em Coxim, e uma idosa, de 71, morreu em Porto Murtinho.

UTIs - Referência em atendimento na Capital, o Hospital Regional transferiu ontem 10 pacientes para outros hospitais da cidade e, mesmo assim, tem nesta manhã 98% das Unidades de Terapia Intensiva ocupadas, 90%  com pacientes que moram em Campo Grande.

No geral, a Capital tem em média 91% de ocupação de UTI nesta terça-feira.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade