ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Concessionária vai ajudar no conserto de respiradores em 7 cidades do Estado

Os 70 equipamento são indispensáveis no tratamento de pacientes com o novo coronavírus

Por Adriano Fernandes | 06/04/2020 22:27
Técnicos do Senai, instituição parceira da ação, inspecionando alguns dos equipamentos. (Foto: Divulgação/Senai) 
Técnicos do Senai, instituição parceira da ação, inspecionando alguns dos equipamentos. (Foto: Divulgação/Senai)

Diante da possibilidade do aumento de casos do novo coronavírus no Estado, a Energisa, concessionária que administra o fornecimento de energia em Mato Grosso do Sul, vai arcar com o trasporte para assegurar  conserto de 70 ventiladores pulmonares. O equipamento é indispensável no tratamento dos pacientes com a doença, pois atua no funcionamento do sistema respiratório, principal área atacada pelo vírus. A partir de terça-feira (07) os ventiladores que estão danificados serão transportados do interior para a Capital.

O transporte dos equipamentos começa pelo município de Dourados com a retirada de 13 ventiladores, sete do Hospital da Vida e seis da Secretaria Municipal de Saúde. Em Mato Grosso do Sul, a equipe que irá transportar os ventiladores passou por treinamento nesta segunda-feira (06) para o manuseio correto dos equipamentos com proteção e segurança.

A iniciativa abrange também as cidades de Ponta Porã, Bonito, Aquidauana, Jardim, Guia Lopes da Laguna, Aparecida do Taboado e a própria Capital. O movimento “Energia do Bem” foi articulado em conjunto com o Governo do Estado, por meio da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), e o Senai de Campo Grande.

“Todas as medidas necessárias para proteger a saúde dos nossos colaboradores e dos nossos clientes foram tomadas. Nos envolvemos agora com o governo do estado e a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (FIEMS) no combate a essa pandemia. Diminuir a curva de infecção é o melhor caminho, mas para os que já contraíram o vírus, o tratamento é essencial, bem como a quantidade de ventiladores para atendimento nos hospitais”, comentou o diretor-presidente da Energisa MS, Marcelo Vinhaes.

Para a secretária de Saúde do município de Dourados, Berenice de Oliveira Machado Souza, a reforma dos ventiladores vai contribuir no atendimento aos pacientes da região.

“Além de Dourados, apenas em Ponta Porã e Nova Andradina existem UTI (Unidades de Tratamento Intensivo). Precisamos estar bem equipados - como centro de referência - para dar suporte aos outros 32 municípios próximos, que devem ser encaminhados pra nós”, completa.

Conforme a Energisa a ação “Energia do Bem” já reúne 13 parceiros, envolvidos em iniciativas que incluem manutenção de ventiladores pulmonares, obras elétricas em unidades públicas de saúde e captação de recursos para assistência a idosos. No total, o Grupo Energisa vai investir R$ 5 milhões no movimento em todos os estados onde atua. Os recursos serão aplicados em diversas frentes mapeadas junto ao poder público local.

O movimento também possui um portal, com informações sobre a doença e conteúdo para reduzir os impactos do isolamento social. Basta acessar este site: http://www.movimentoenergiadobem.com.br/

Entre os parceiros envolvidos no movimento estão Confederação Nacional da Indústria (CNI), IEL – Instituto Euvaldo Lodi, Sesi/Senai e Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata (MG) e Evoé. A Unesco faz uma curadoria de conteúdos educativos para o portal.