ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  30    CAMPO GRANDE 16º

Cidades

Covid levou 62 crianças ao Hospital Regional e matou sete em 2 anos

Números da unidade indicam em 2022 que apenas 6,5% das internações nessa faixa etária são pela doença

Por Lucia Morel | 20/01/2022 15:35
Menino recebe dose contra covid-19 em Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)
Menino recebe dose contra covid-19 em Campo Grande. (Foto: Marcos Maluf)

Nos quase dois anos de pandemia em Mato Grosso do Sul, o hospital de referência no Estado para atendimento a pacientes com covid-19, o Regional, em Campo Grande, internou 166 crianças com SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave), sendo que 62 desses casos foram causados pelo novo coronavírus, o que corresponde a 37%. No período, sete morreram da doença.

Os números da unidade indicam ainda que neste começo de 2022, apenas 6,5% das internações nessa faixa etária representam casos de covid-19, o que a equipe médica atribui à vacinação dos adultos, que já ajudou a reduzir a transmissão aos pequenos.

Responsável pelo setor materno-infantil do HRMS, o pediatra Alberto Cubel Júnior afirma que as crianças são sim vítimas da covid-19 e que apesar de não haver consenso sobre as razões de apresentarem menos sintomas da doença, elas “têm taxa de alteração no soro (do sangue) iguais ou superiores a de adolescentes ou adultos”.

Sobre a vacinação, ele assinala que os imunizantes são seguros para os pequenos e que além de evitar possíveis casos graves, vai reduzir ainda mais o nível de transmissão.

“As crianças têm papel de vetor na transmissão da doença, pois mesmo com poucos sintomas ou assintomáticas, elas levam a doença para casa e transmite aos familiares sem saber. Daí a importância da vacinação”, ressalta.

Nos siga no Google Notícias