ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Dengue faz mais 2 vítimas, e MS registra 5 mortes em 2021

Em todo ano passado, foram 42 óbitos pela doença registradas em Mato Grosso do Sul

Por Guilherme Correia | 31/03/2021 13:51
Em Campo Grande, terreno baldio sem limpeza adequada com recipientes acumuladores de água (Foto: Arquivo)
Em Campo Grande, terreno baldio sem limpeza adequada com recipientes acumuladores de água (Foto: Arquivo)

Boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (31) traz duas mortes por dengue em Mato Grosso do Sul, que acumula cinco óbitos ao todo neste ano. Tratam-se de uma mulher, de 44 anos, moradora de Três Lagoas, e uma jovem, de 19 anos, que vivia em Caarapó.

A vítima mais velha começou a apresentar sintomas em 5 de março, e faleceu sete dias depois - ela tinha diabetes e hipertensão. Já a mais nova começou a sentir as características da arbovirose em 9 de março, levando seis dias para que sua morte fosse constatada. Ela não tinha nenhum outro problema de saúde.

Outras mortes - Em Corumbá, uma mulher, de 29 anos, morreu em 15 de janeiro pela doença. Conforme boletim, ela possuía doenças auto-imunes. 14 dias depois, em Dourados, um idoso, de 66 anos, também faleceu - ele tinha diabetes e hipertensão. As mesmas comorbidades foram registradas em uma campo-grandense, de 69 anos, vítima em 28 de fevereiro.

Ao longo dos últimos anos, 2020 foi ano com mais notificações de vítimas fatais pela dengue - foram 42.

Quantidade de óbitos por dengue em cada ano (Reprodução: SES)
Quantidade de óbitos por dengue em cada ano (Reprodução: SES)

No documento, a SES (Secretaria Estadual de Saúde) reforça cuidados que devem ser tomados pela população para evitar disseminação da dengue e outras doenças causadas por meio de transmissão feita pelo mosquito aedes aegypti.

"A principal ação que a população tem que fazer é se informar, conscientizar e evitar água parada em qualquer local em que ela possa acumular, em qualquer época do ano".

Ainda conforme boletim, são 6,1 mil casos prováveis de dengue registrados neste ano. É importante ressaltar que muitos desses são avaliados por profissionais de saúde sem a necessidade da realização de exames.

Entre as recomendações médicas apontadas pela pasta estadual, está hidratação adequada, além do "reconhecimento precoce dos sinais de alarme".

Três Lagoas (649 casos) é município sul-mato-grossense com maior quantidade de notificações a respeito dessa doença neste ano, seguido de Corumbá (349), Rio Brilhante (194), Campo Grande (129) e Ladário (78).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário