A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

16/09/2019 10:07

Desmatamento em MS corresponde a 20,7% do registrado em 15 estados

“Operação Mata Atlântica em Pé” deste ano vai fiscalizar a situação em seis cidades do estado

Maressa Mendonça e Fernanda Palheta
Área de 80 ha desmatado em APA na região rural de Rio Verde, em Mato Grosso do Sul (Foto: Antonio Roberto)
Área de 80 ha desmatado em APA na região rural de Rio Verde, em Mato Grosso do Sul (Foto: Antonio Roberto)

Possíveis desmatamentos nas cidades de Bonito, Corumbá, Dourados, Ponta Porã, Miranda e Três Lagoas estão na mira do MPE (Ministério Público do Estado) que deflagrou, nesta segunda-feira (16), a operação “Mata Atlântica em Pé”. Uma ação semelhante foi realizada no ano passado em 15 estados. Na ocasião, constataram que o desmatamento no Estado corresponde a 20,7% do total.

A ação é coordenada pelo MPE, mas as equipes que vão a campo são da Polícia Militar Ambiental e do Ibama. Ao todo, 18 equipes devem fiscalizar 20 cidades.

Os trabalhos funcionam assim: cada estado faz um levantamento sobre possíveis áreas de desmatamento e, a partir destas informações, as equipes vão ao local confirmar ou não danos nas regiões de florestas que integram o bioma da mata atlântica.

De acordo com o promotor de justiça e coordenador do núcleo de meio ambiente do MPE, Luciano Loubet, a operação é importante principalmente quanto à prevenção do desmatamento.

“A partir do momento que consegue fiscalizar esse desmatamento por satélite, você consegue inibir esses desmatamentos ilegais para que a gente possa ter essa vegetação preservada”, declarou o promotor.

Depois de as equipes de fiscalização chegarem ao local e constatarem o desmatamento haverá abertura de um processo criminal e outro cível para recuperação da área.

Em 2018 - No ano passado, 15 estados participaram da “Operação Mata Atlântica em Pé”. Em todos eles, foi constatado 5.285 hectares de florestas desmatadas. A área desmatada em Mato Grosso do Sul foi de 1.094 hectares.

 

A partir do ano que vem, os dados sobre desmatamento em MS serão obtidos pelo Deter (Detecção de Desmatamento em Tempo Real), com margem de erro que varia entre 10% e 12%. Segundo pesquisadores do Instituto, este é o melhor equipamento equipamento do mundo.

 

Reunião para definir os detalhes da Operação Mata Atlântica em Pé (Foto: Marina Pacheco)Reunião para definir os detalhes da "Operação Mata Atlântica em Pé" (Foto: Marina Pacheco)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions