ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Escolas estaduais serão pontos de doações para vítimas da cheia no RS

Poderão ser doados alimentos não perecíveis, produtos de higiene e de limpeza, água mineral e roupas de cama

Por Fernanda Palheta | 06/05/2024 16:39
Escola Estadual Joaquim Murtinho, na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Escola Estadual Joaquim Murtinho, na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Todas as escolas estaduais de Mato Grosso do Sul, a partir desta terça-feira (7), serão pontos de arrecadação de mantimentos para as vítimas das enchentes que atingiram o Rio Grande do Sul. Poderão ser doados alimentos não perecíveis, produtos de higiene e de limpeza, água mineral, roupas de cama e banho e roupas e calçados em bom estado.

As unidades das forças de segurança estadual, como Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de Albano Franco e Edifício da Fiems, também serão postos de arrecadação.

"Essa é uma resposta que deve ser imediata e vai muito tempo, não é uma campanha de um mês ou dois meses. Não é enviar comida, suprimento e interromper. É uma ação de curto, médio e longo prazo para apoiar o Rio Grande do Sul", detalhou o governador, Eduardo Riedel (PSDB).

A ação faz parte da campanha “MS pela Vida, Unidos pelo Rio Grande do Sul”, organizada pelo Governo do Estado, Sistema Fiems e Energisa, com apoio da Viação Cruzeiro do Sul e da Vitlog Transportes.

"É muito importante que a gente tenha a dimensão do que está acontecendo naquele Estado. Para enxergar a catástrofe que está acontecendo lá. Estamos falando de pessoas que perderam a vida, as famílias que perderam tudo, além do dano estrutural e econômico. Muito além da força do Estado e do apoio do Governo Federal, [o Rio Grande do Sul] vai precisar de cada um de nós", completou o governador.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias