ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Estado relança edital de R$ 7 milhões para melhorar meteorologia em MS

Está prevista a instalação de 19 novas estações para coletar e analisar informações do tempo e clima no Estado

Por Cassia Modena | 22/02/2024 08:44
Estação meteorológica instalada em Campo Grande (Foto: Divulgação/Governo de MS) 
Estação meteorológica instalada em Campo Grande (Foto: Divulgação/Governo de MS)

Com a previsão de instalar 19 novas estações meteorológicas automáticas em diferentes cidades, o Governo de Mato Grosso do Sul relançou, nesta quinta-feira (22), edital de chamamento público para OSCs (Organizações da Sociedade Civil) interessadas em assumir o serviço, pelo valor de R$ 7.895.834,31.

Em dezembro do ano passado, outro edital previu a contratação, mas para a instalação de mais estações: 23. O valor previsto era o mesmo.

O governo estadual incluiu citação ao Fundems (Fundo Para o Desenvolvimento das Culturas de Milho e Soja) no edital mais recente, que deverá custear a contratação. A modalidade chamamento público foi escolhida, em vez de outra de licitação prevista em lei, para atrair as OSCs.

Apenas uma organização será selecionada. Ela deverá entregar as 19 estruturas prontas em até quatro anos, contados a partir da assinatura do contrato.

As OSCs terão até 23 de março deste ano para entregar suas propostas. O resultado será divulgado em 25 de abril, também neste ano.

Municípios e Pantanal - As estações novas deverão estar localizadas em Alcinópolis, Aquidauana, Amambai, Anaurilândia, Água Clara, Inocência, Figueirão, Naviraí, Nioaque, Ribas do Rio Pardo, Paraíso das Águas e Corguinho. Também serão instaladas sete na planície pantaneira, ficando elas no Rio Paraguai e nas regiões Nabileque, Nhecolândia, Abobral, Cáceres e Paiaguás.

No primeiro edital, estavam previstas instalações também em Batayporã, Ponta Porã e Mundo Novo. Os municípios foram excluídos da nova publicação.

Ciência e economia - As estações meteorológicas coletam e analisam informações sobre tema e clima que, para além de serem usadas no cotidiano, servem como base para pesquisas científicas e tomada de decisões na economia, como por exemplo, o plantio e a colheita no campo.

No edital publicado nesta quinta-feira, o governo justifica que as estações vão ampliar a estrutura meteorológica de Mato Grosso do Sul, com o objetivo geral de subsidiar "o desenvolvimento sustentável e contribuir para a preservação do meio ambiente".

Com o intuito de melhorar a estrutura já existente, houve manutenção em 42 estações já existentes no Estado. A conclusão dessa força-tarefa foi anunciada no início de 2023.

O que é - A estação meteorológica automática é uma estrutura dotada de memória central, ligada a vários sensores que medem parâmetros meteorológicos como pressão atmosférica, temperatura e umidade relativa do ar, precipitação, radiação solar, direção e velocidade do vento.

Ela reúne valores observados minuto a minuto e os disponibiliza automaticamente a cada hora. Em Mato Grosso do Sul, existem 45 estações meteorológicas, sendo 28 delas instaladas pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) e 17 instaladas pelo Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.




Nos siga no Google Notícias