ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 11º

Cidades

Governador entrega mais 1,6 mil cartões do Mais Social e promete a 13ª parcela

Repasse aconteceu na escola Joaquim Murtinho, que lotou com a presença de contemplados e famílias

Liana Feitosa e Gabrielle Tavares | 13/09/2022 15:45
Governador Reinaldo Azambuja com camiseta do Mais Social. (Foto: Gabrielle Tavares)
Governador Reinaldo Azambuja com camiseta do Mais Social. (Foto: Gabrielle Tavares)

O Governo do Estado entregou hoje (13) mais 1.643 cartões do Mais Social, o programa de transferência de renda criado pela administração estadual e destinado a moradores de comunidades de baixa renda. A cerimônia aconteceu na quadra de esportes da Escola Estadual  Joaquim Murtinho, no Centro de Campo Grande. Estima-se que 91 mil cartões, “abastecidos” com R$ 300, já foram entregues a famílias em todo o Estado até o momento, que agora tem uma novidade: o pagamento da 13ª parcela, que será paga em dezembro.

De acordo com o governo, a meta é contemplar 100 mil famílias até o fim do ano. Antes disso, a partir do dia 20 deste mês, os beneficiados poderão usar o valor. Como em dezembro tem Natal, um valor a mais será destinado às famílias para que possam complementar a ceia de final de ano, o 13º.

Quadra da escola Joaquim Murtinho ficou lotada para entrega dos cartões sociais às famílias.(Foto: Gabrielle Tavares)
Quadra da escola Joaquim Murtinho ficou lotada para entrega dos cartões sociais às famílias.(Foto: Gabrielle Tavares)

“Vai dar para comprar a cervejinha de vocês, para quem gosta. No cartão vocês não podem comprar, mas aí vocês economizam nas contas e o que sobrar dá para comprar a cervejinha”, brincou o governador Reinaldo Azambuja.

Ao Campo Grande News a defensora pública Patrícia Elias Cozzolino de Oliveira destacou a importância de programas como esse. “A Defensoria atua fazendo assistência a famílias em vulnerabilidade, e as pessoas que mais precisam geralmente são de comunidades populares. Com esse cartão, dá para comprar o básico, alimentos como arroz, feijão, leite, e comprar gás, que está realmente muito caro. Nas comunidades é comum encontrarmos pessoas que não têm o dinheiro para comprar o gás, então o cartão ajuda nisso, na aquisição desse item para que essas famílias possam cozinhar”, detalha.

Thaís, grávida de 9 meses, é uma das beneficiadas do programa. (Foto: Gabrielle Tavares)
Thaís, grávida de 9 meses, é uma das beneficiadas do programa. (Foto: Gabrielle Tavares)


A dona de casa Roberta Romero Lopes, de 46 anos, é uma das beneficiadas. Ela mora com o marido, que está em busca de emprego, e conta que o cartão vai ajudar a pagar as contas da casa. “Pretendo fazer pagamentos, pagar conta de luz, comprar gás, que está muito caro. Essa ajuda é muito importante para ajudar as pessoas que precisam”, completa.

Thaís Cristina de Souza, de 27 anos, também dona de casa, foi surpreendida com notícia de que seria contemplada pelo auxílio. “Fiz a inscrição no Cras (Centro de Referência da Assistência Social), mas não sabia que seria contemplada. Fiquei muito surpresa e feliz quando fiquei sabendo”, compartilha Thaís, que está no 9º mês de gestação de seu 3º filho. O nascimento está previsto para o dia 27 e o programa vai ajudar a família a comprar coisas para o bebê, além de gás de cozinha, prioridade para a mãe. Além disso, ela conta que o recurso vai ajudar a sobrar dinheiro para o pagamento do aluguel da casa onde a família mora.

Nos siga no Google Notícias