A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

03/07/2019 10:33

Habeas corpus garante que cunhado de Giroto fique livre em 2020

Pedido foi deferido pelo desembargador Paulo Fontes, do TRF3 (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região

Anahi Zurutuza
Giroto (de camisa azul) e o cunhado Flávio logo atrás na chegada ao Centro de Triagem numa das prisões, em julho de 2016 (Foto: Marco Miatelo/Diário Digital/Arquivo)Giroto (de camisa azul) e o cunhado Flávio logo atrás na chegada ao Centro de Triagem numa das prisões, em julho de 2016 (Foto: Marco Miatelo/Diário Digital/Arquivo)

Um habeas corpus, deferido pelo desembargador Paulo Fontes, do TRF3 (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região, garante que o engenheiro agrônomo Flávio Henrique Garcia Scrocchio, de 53 anos, cunhado do ex-deputado federal Edson Giroto, fique livre da prisão em junho do próximo ano.

O réu da Operação Lama Asfáltica já ganhou o direito a deixar a cela 17ª do Centro de Triagem Anízio Teixeira e passar a cumprir pena no regime semiaberto em abril deste ano. Em março do próximo ano, ele poderá requerer a progressão para o regime aberto e em junho o livramento condicional.

O entrave seria prisão preventiva decretada em outra ação penal derivada da Lama Asfáltica contra Scrocchio, mas o desembargador reconheceu o “excesso de prazo”, tempo que o réu fica preso sem julgamento, do processo.

Giroto continua preso no Complexo Penal de Campo Grande. O ex-deputado foi condenado a 9 anos e 10 meses de prisão por lavagem de dinheiro, enquanto o cunhado pegou pena de 7 anos e 1 mês. Conforme o cálculo, Scrocchio já cumpriu 1 ano e 2 meses de reclusão, um sexto da pena, por isso teve direito a progressão.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions