ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Internações por covid nas enfermarias crescem em MS e outros 5 estados do País

Estado possui 145 pessoas aguardando abertura de leitos de UTI

Por Guilherme Correia | 19/05/2021 09:20
Enfermarias costumam ser utilizadas para atender pacientes em casos mais leves da covid-19 (Foto: Reprodução)
Enfermarias costumam ser utilizadas para atender pacientes em casos mais leves da covid-19 (Foto: Reprodução)

Mato Grosso do Sul é um dos seis estados brasileiros que registraram crescimento nas internações em leitos públicos de enfermaria para o tratamento da covid-19 nos últimos 15 dias.

Por aqui, as enfermarias são classificadas, de acordo com boletim epidemiológico estadual, como sendo "leitos clínicos", e são responsáveis por atender, entre outros agravos de saúde, casos menos complexos de SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) - em boa parte causados pelo coronavírus.

Conforme levantamento feito pelo jornal O Globo, o Estado viu esse índice subir de 59% para 71%, somando 548 internados. Já as UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) permanecem estáveis em alta, com cerca de 90% das estruturas ocupadas.

Vale lembrar que, conforme dados da SES (Secretaria Estadual de Saúde), Mato Grosso do Sul possui 145 pacientes esperando abertura de leitos de terapia intensiva, sendo maior parte (81) da macrorregião de saúde de Campo Grande.

Outros estados - Além disso, registraram alta na internação em leitos de enfermaria os estados do Amapá, Bahia, Ceará, Paraná e São Paulo.

No Paraná, esse crescimento foi de mais de 100% desde o dia 3 de maio, saltando de 2.307 para 4.626 pacientes, totalizando uma taxa de ocupação de 149%, com superlotação de unidades hospitalares. Já os leitos de UTI tiveram uma alta de 3% no período, passando para 95%.

São Paulo registrou aumento de 4,97% na demanda por enfermarias - o número foi de pouco mais de 4,8 mil para 5 mil. Já nos leitos públicos houve ligeira queda (0,38%) nos últimos 15 dias, segundo dados coletados na plataforma InfoTracker.

A Bahia teve alta de 5% nas últimas duas semanas, chegando a 84% dos leitos de UTI ocupados por um total de 1,3 mil pacientes. A ocupação dos leitos de enfermaria subiu 4%, chegando ao nível de 67%. E o número de pessoas na fila dobrou, são 130.

No Amapá, alta registrada foi de 6% para o número de internados em UTI e 11% em leitos de enfermaria.

Por outro lado, o Ceará se manteve praticamente estável nos últimos 15 dias. A ocupação dos leitos de enfermaria teve uma leve alta de aproximadamente 2%, chegando ao total de 74%. Nos leitos de UTI, o patamar ficou em cerca de 89% das vagas ocupadas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário