A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 17 de Agosto de 2019

19/06/2019 10:45

Reinaldo e Zezé Di Camargo planejam campanha por cota zero no WhatsApp

Cantor sertanejo procurou governador depois de praticar pesca esportiva nos rios de Mato Grosso do Sul

Jones Mário e Leonardo Rocha
Zezé durante pescaria este ano em Corumbá. (Foto: Reprodução Instagram)Zezé durante pescaria este ano em Corumbá. (Foto: Reprodução Instagram)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) articula com Zezé Di Camargo campanha de apoio à cota zero para pesca amadora, medida que começa a vigorar em 2020. Segundo o tucano, o próprio cantor sertanejo o procurou para firmar a parceria.

“Recebi uma mensagem por WhatsApp do Zezé Di Camargo, que esteve pescando nos rios do Estado, soube do cota zero e quer ajudar a fazer uma campanha de apoio. Foi uma procura espontânea dele. Ele acredita que é preciso incentivar a pesca esportiva”, revelou Azambuja na manhã de hoje, durante evento para entrega de 43 novos equipamentos à PMA (Polícia Militar Ambiental). O tucano disse ainda que grupos de artistas locais se colocaram à disposição para participar da peça publicitária.

A cota zero foi instituída via decreto, publicado em fevereiro deste ano. A proibição vale para o transporte interestadual e intermunicipal do pescado. O turista ou amador que quiser trazer o peixe vai precisar recorrer ao pescador profissional, comprar a quantidade desejada e carregar nota fiscal e guia de controle.

Azambuja reconheceu que tanto a cota zero como a proibição por cinco anos da pesca de peixes da espécie Dourado – vigente desde janeiro de 2019 - são ações polêmicas, mas conscientes. O governador prevê que as medidas vão aumentar o turismo esportivo, impactar no número de voos para o Estado, atrair turistas internacionais, aumentar o estoque de peixes nos rios e colocar Mato Grosso do Sul como “parada obrigatória” na rota da pesca esportiva. “Não vamos mudar o decreto”, cravou o tucano.

Reinaldo Azambuja também revelou que o fluxo de turistas no Estado já aumentou 14% sem a cota zero vigente e usou Mato Grosso como exemplo. De acordo com ele, o governador Mauro Mendes (DEM) declarou que houve aumento do turismo de pesca, inclusive com a vinda de norte-americanos, mesmo após três anos de proibição à captura do Dourado.

O tucano ainda alertou que a maioria das pessoas que são contra a cota zero fazem pesca predatória, prática que, segundo ele, motivou a prisão de 75 pessoas este ano.

O decreto que implantou a cota zero reduziu pela metade a quantidade permitida para pesca amadora e esportiva já a partir deste ano. A cota anterior, de 10 quilos, mais um exemplar e cinco piranhas, passou a ser de 5 quilos, mais um exemplar e cinco piranhas.

Azambuja revelou bate-papo com Zezé Di Camargo durante entrega de equipamentos à PMA (Foto: Leonardo Rocha)Azambuja revelou bate-papo com Zezé Di Camargo durante entrega de equipamentos à PMA (Foto: Leonardo Rocha)
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions