ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Secretário discute na segunda adoção de medidas restritivas com os municípios

A reunião será por meio de videoconferência na manhã de segunda-feira (08)

Por Adriano Fernandes e Gabriela Couto | 06/03/2021 21:40
O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende. (Foto: Silas Lima) 
O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende. (Foto: Silas Lima)

O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, vai se reunir na próxima segunda-feira (08) com os secretários do interior do Estado, para debater sobre as medidas restritivas que estão sendo adotadas para prevenir a contaminação do novo coronavírus.

O objetivo, segundo o secretário, é garantir que os municípios estabeleçam regras de prevenção que estejam em conformidade com as ações indicadas pelo governo do Estado. A reunião será por meio de videoconferência pela manhã.

"Não podemos deixar que as medidas se choquem. É preciso observar um quadro real da doença em cada cidade, e assim, sintonizar as medidas restritivas entre os municípios e o Estado", comenta. Um dos assuntos que serão discutidos, será a possível adoção de barreiras sanitárias nas entradas das cidades com alto número de óbitos e infectados.

Ainda conforme o secretário, existe a suspeita de que hajam variantes do novo coronavírus "circulando em várias cidades do interior", disse Geraldo, sem citar em quais. Contudo, a secretaria aguarda os resultados dos testes que estão sendo feitos em laboratórios de São Paulo e Belo Horizonte, para divulgar um panorama da situação.

Pandemia - Em todo o Estado, 3.431 pessoas morreram por complicações da doença até este sábado (06). Desde o início da pandemia, já foram registrados 187.073 casos confirmados de covid-19 em Mato Grosso do Sul. Na Capital, chegou a 1.513 o número de mortes causadas pela covid-19, em Campo Grande. Onze vítimas morreram só nos últimos três dias. Desde o início da pandemia, 76.296 pessoas se contaminaram pelo vírus na cidade, mas 73.363 conseguiram se recuperar da covid-19.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário