A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 18 de Agosto de 2019

01/08/2019 10:53

Três "gerentes" de quadrilha são presas após sequestro de advogada

Quadrilha foi responsável por série de sequestros relâmpagos; gerentes foram presas ontem, depois de roubo a advogada

Silvia Frias
Fernanda, Gyslaine e Jessyka, as gerentes da quadrilha presa na Capital (Foto/Divulgação:PC)Fernanda, Gyslaine e Jessyka, as gerentes da quadrilha presa na Capital (Foto/Divulgação:PC)

Pelo menos 15 pessoas integravam a quadrilha responsável por série de sequestros relâmpagos em Campo Grande. A Polícia Civil começou a investigar a ação do grupo há um mês e ainda está à caça de dois integrantes, responsáveis pela abordagem das vítimas e roubo dos veículos.

Os roubos eram encomendados por dois internos do sistema prisional que tiveram somente as iniciais divulgadas: R.F.S, 30 anos, e H.Z.F, 36 anos. Porém, a comunicação entre eles e o restante da quadrilha, assim como a responsabilidade pelo cárcere das vítimas e outras atividades do bando, como tráfico de droga recaíram sobre três mulheres: Fernanda Tomé de Oliveira, 23 anos, Gislaine Chevalier Ribeiro de Almeida, 32 anos, e Jessyka Midyan Delgado Manoel, 27 anos.

As ações tiveram início no dia 25 de junho, quando foi roubada uma camionete Toyota Hilux no bairro Coophatrabalho. Durante as investigações, o veículo foi recuperado e Leandro Silva, motorista de aplicativo, foi preso no dia 4 de julho. Fernanda Tomé, responsável pelo cárcere da vítima, foi detida em flagrante por tráfico de drogas, no dia 12 de julho.

Davi, morto em confronto, tinha passagem por homicídio (Foto/Divulgação: PC)Davi, morto em confronto, tinha passagem por homicídio (Foto/Divulgação: PC)
Abrãao tinha passagem por furto e tráfico (Foto/Divulgação: PC)Abrãao tinha passagem por furto e tráfico (Foto/Divulgação: PC)

As investigações continuaram e identificaram outros quatro roubos de veículos (Ford Fiesta; Ford Ka; Hyundai Creta, e Chevrolet Prisma), sempre com mesmo relato: vítimas sob ameaça de homens armados e mantidas em cárcere até que o veículo fosse levado para a Bolívia.

No caso do Chevrolet Prima, foi preso Jhonathan Dulmonte da Silva, 22 anos, durante abordagem da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no dia 26 de julho.

Michael foi preso em flagrante, com carro da vítima (Foto/Divulgação: PC)Michael foi preso em flagrante, com carro da vítima (Foto/Divulgação: PC)
Ronaldo era um dos responsáveis por levar carros para Bolívia (Foto/Divulgação: PC)Ronaldo era um dos responsáveis por levar carros para Bolívia (Foto/Divulgação: PC)

Na noite de terça-feira (30), mais dois integrantes da quadrilha foram presos, depois de sequestro de advogada no Jardim dos Estados. Na investigação, o veículo dela, uma SUV Toyota, foi encontrado em posto de combustíveis na Avenida Duque de Caxias.

Neste flagrante, foram presos Michael Vera Cruz de Almeida, 30 anos, Ronaldo de Andrade Costa, 23 anos.

Os dois apontaram o local do cativeiro e a vítima foi resgatada. Os dois homens que a mantinham refém foram mortos em confronto com a polícia: Abraão Ferrarezi Lima, 18 anos e Davi Vitor Mendes, 21 anos.

A partir desses casos, a Defurv deflagrou operação, ontem, prendendo o restante da quadrilha: Gislaine, Jessyka, Ricardo José dos Santos, 40 anos e Jhonathan Fermino da Silva, 20 anos.

Ronaldo foi preso ontem, em ação da Defurv (Polícia/Divulgação: PC)Ronaldo foi preso ontem, em ação da Defurv (Polícia/Divulgação: PC)

Funções – segundo a Polícia Civil, a quadrilha tinha funções determinadas e bem divididas entre os integrantes: Davi e Abrãao, mortos em confronto e outros dois homens – ainda foragidos – eram responsáveis pela execução do roubo, rendendo as vítimas e manutenção no cárcere.

Leandro e Ricardo, motoristas de aplicativo, eram contratados para dirigirem o carro de apoio, que seria usado para buscar e levar os autores em casa, assim como outros serviços necessários.

Fernanda, Gislaine e Jessyka auxiliavam na articulação entre os executores “de rua”, cárcere das vítimas e até mesmo tráfico de drogas; Ronaldo e Jhonathan Fermino eram responsáveis pelo transporte dos veículos roubados até Bolívia.

Os dois internos do sistema prisional foram presos em 2018 pela Defurv em razão de participação de diversos roubos de veículos e caminhões em Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions