ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  22    CAMPO GRANDE 33º

Cidades

UEMS cita desatenção ao edital e garante lisura no processo seletivo 2021

Pais de vestibulandos questionaram o processo de seleção no sistema de cotas da universidade

Por Jhefferson Gamarra | 30/04/2021 15:16
Fachada da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação)
Fachada da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação)

Após questionamentos de pais de vestibulandos insatisfeitos com o processo de seleção dos alunos que disputaram vagas no sistema de cotas para residentes no Mato Grosso do Sul, no vestibular 2021, a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), informou através de nota que todas as regras e reservas de vagas para o ingresso na universidade foram explicitamente divulgas no edital de abertura do processo.

De acordo com a instituição a política de reserva de 10% das vagas para alunos residentes no Mato Grosso do Sul, prevista na Lei nº 5.541/2020, que determina que a UEMS reserva de vagas nos cursos de graduação a candidatos que comprovem residência estabelecida no Estado de Mato Grosso do Sul por no mínimo 10 anos foi cumprida integralmente.

Sobre a possibilidade de candidatos não aprovados no sistema de cotas, tanto para negros, índios e residentes do estado, participarem do processo seletivo em ampla concorrência, a entidade informou que o edital de abertura do processo foi taxativo em vetar a prática. “O Item 1.9.2. foi expresso ao definir que o candidato que optar pelo sistema de cotas concorrerá apenas com os candidatos inscritos para o sistema de cotas escolhido”, informou.

“É importante que os candidatos aos processos seletivos da UEMS se atentem aos editais desta e toda legislação estadual e resoluções próprias que os subsidiam”, finalizou a instituição.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário