A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/08/2015 23:21

92 mil crianças devem ser vacinadas contra a pólio em MS

Thiago de Souza
Campanha quer manter Brasil longe da poliomelite. (Foto: Divulgação/MS)Campanha quer manter Brasil longe da poliomelite. (Foto: Divulgação/MS)

92 mil crianças devem ser vacinadas contra a paralisia infantil em Mato Grosso do Sul, até o dia 31 de agosto. O Ministério da Saúde informou que no Estado, 87,1 mil crianças já receberam a imunização, desde o início da campanha, dia 15 de agosto. A meta estadual é proteger 179,2 mil crianças.

O Ministério alerta que todas as crianças na faixa etária devem ser vacinadas, mesmo que já tenham completado o esquema vacinal contra a pólio. O órgão lembra que a campanha este ano não será prorrogada. A ação quer manter o país livre da pólio, já que o último caso registrado foi em 1989.

O governo também pretende atualizar a caderneta de vacina das crianças. Por isso, junto à campanha contra a pólio, o profissional de saúde irá avaliar a necessidade de administrar outras vacinas, como sarampo e caxumba, que são evitadas por meio de vacinação na infância. As doses que estiverem faltando, podem ser aplicadas na hora ou agendadas para momento oportuno.

As crianças que ainda não iniciaram a imunização contra a pólio não receberão a gotinha, mas sim a dose injetável, que é aplicada aos dois e quatro meses de idade do bebê. A vacina oral só é administrada depois que a criança já recebeu as duas doses injetáveis. Vale ressaltar que vacina injetável fica disponível durante todo o ano nos postos de vacinação, pois faz parte do calendário Nacional do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A vacina contra a paralisia infantil é a única forma de prevenção contra a doença, que não possui tratamento. Crianças com sintomas como tosse, coriza, rinite ou diarreia podem receber a vacina normalmente. Já crianças com infecções agudas, febre acima de 38ºC ou hipersensibilidade a algum componente da vacina devem ser avaliadas por um médico, que irá avaliar se a dose pode ser aplicada na hora ou se deve ser agendada.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions