A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/12/2009 15:00

Acusado de estupro não quer ser condenado pela mídia

Redação

Acusado de roubar e cometer violência sexual contra uma menina de 11 anos na noite de sábado, Régis Douglas Ribeiro, 35 anos, informou, por meio do advogado de defesa, que teme ser condenado pela mídia antes do processo penal transitar em julgado.

Segundo o defensor público Homero Lupo Ribeiro, o presidiário, que cumpre pena em São Paulo no regime semi-aberto e estava visitando a mãe em Campo Grande, foi preso em flagrante por roubo e estupro. Ele teria obrigado uma criança de 11 anos a fazer sexo oral e masturba-lo na noite de sábado.

Após a prisão, Ribeiro manifestou interesse em retornar a São Paulo, onde já possui condenação por roubo, atentado violento ao pudor e estupro. A nova lei de crimes sexuais acabou com o crime de atentado violento ao pudor, que passou a ser enquadrado como estupro.

Segundo a Polícia Civil, o homem será transferido para o Instituto Penal de Campo Grande. A transferência para Sorocaba depende de autorização judicial.

Somente no Superior Tribunal de Justiça, Régis Ribeiro ingressou com quatro pedidos de habeas corpus entre 2006 e 2008. Outros quatro pedidos foram feitos no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...
UFMS divulga edital do vestibular para ingresso em cursos de graduação
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) divulgou, nesta segunda-feira (18), edital do processo seletivo do vestibular para ingresso em cu...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions