A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

12/09/2013 14:00

Adolescente que matou estudante sofre retaliação e tem casa apedrejada

Elverson Cardozo e Graziela Rezende

A garota de 16 anos, suspeita de matar à facada, uma aluna de 15 anos, ontem, em frente à Escola Estadual José Ferreira Barbosa, na Vila Bordon, em Campo Grande, teve a casa onde mora apedrejada.

Segundo a delegada da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), Regina Márcia Rodrigues de Brito Mota, devido aos ataques, a mãe da agressora foi obrigada a sair da residência.

A adolescente ainda não se apresentou à polícia. O advogado dela havia informado que a jovem iria ser levada à DEPCA nesta tarde, mas desistiu da ideia após ver a movimentação da imprensa.

Entenda o caso – Luana Viera Gregório, 15 anos, morreu, nesta quarta-feira (11), na Santa Casa, em Campo Grande, depois de levar uma facada no abdômen, na saída da escola Estadual José Ferreira Barbosa, na Vila Bordon, em Campo Grande. Uma colega de sala, de 16 anos, é suspeita de cometer o crime.

De acordo com a Polícia Militar, Luana foi morta porque borrifou um perfume dentro da sala de aula. A agressora, de 16 anos, teria se irritado, porque é alérgica, e decidiu se vingar no final do expediente escolar.

As duas brigaram e Luana acabou esfaqueada. A perfuração atingiu o fígado da adolescente, que chegou a ser socorrida, deu entrada no hospital às 12h40, mas morreu às 15h, após duas paradas cardíacas, segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa.

Segundo a polícia, a faca que a agressora utilizou foi fornecida por uma jovem de 18 anos, amiga da rival de Luana. Além da menina que morreu, outra adolescente, também de 15 anos, teria sido esfaqueada na perna, mas passa bem.

O crime foi considerado fútil pela polícia. As duas agressoras estão foragidas.

Professor é suspeito de incentivar briga que terminou em morte de aluna
A Polícia Civil investiga se um professor, cuja identidade ainda não foi revelada, incentivou a briga que terminou com a morte de uma aluna de 15 ano...
Filha de estudante morta ontem na saída de colégio completa 1 ano hoje
Lara Faria, filha da estudante Luana Vieira Gregório morta a facadas na escola ontem (11), faz um ano nesta quinta-feira (12). O que era para ser uma...


Pois é nada justifica a morte néh, se a jovem maior de idade tivesse chamado a policia nada disso teria acontecido, mas não o que ela fez foi levar uma arma para alimentar a raiva de duas crianças pq essas menores com essa atitude não passa de duas crianças tanto a que faleceu como aque cometeu o crime.
 
Ellen Correa dos Santos em 16/09/2013 12:34:36
como vcs podem dizer q ela e suspeita sendo q no video mostra
 
priscilla pereira em 13/09/2013 13:46:35
Parece coisa de animais.
 
Carlos Magno em 12/09/2013 15:41:16
O motivo da tragédia na escola, já está esclarecido, foi a borrifão de um perfume sobre a agressora. Mas a causa é todo o sistema que com suas leis antiquadas em especial o ECA. Uma moça solteira que aos 15 anos já tem um filho, os pais que não podem educar seus filhos como deve, menores de idade inimputáveis, o estado que não investe na educação...Como sempre acontece estão querendo achar o bode expiatório colocando a culpa no professor, que ao menos pode ser mais rude com a "criança" em sala de aulas. Cadê as aulas de religião? Cadê a guarda municipal? A TV já mostrou toda a briga generalizada, vemos a vitima de vermelho agredindo com chutes e soco no rosto de uma menor e que aí aparece uma outra para defender, além de um professor tentando apartar a briga.Tirem suas conclusões.
 
samuel gomes-campo grande em 12/09/2013 15:12:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions