A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/10/2009 12:25

Advogado de Beira-Mar contesta declarações da OAB/MS

Redação

O advogado do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, Gustavo Bataglin, não concorda com a OAB/MS (Ordem dos Advogados do Brasil), que é contra a transferência de presos perigosos para Campo Grande.

Para o advogado, a vinda de detentos de alta periculosidade para o presídio federal da Capital não influencia a criminalidade.

Ele enfatiza que os presos são removidos por tempo determinado de 360 dias, prazo que pode ser prorrogado pelo mesmo período.

No entanto, a defesa do traficante não consegue a remoção para o Rio de Janeiro, pedido do traficante.

O advogado ressalta que espera o julgamento de 10 de novembro, que será realizado em Campo Grande, para tentar novamente a remoção.

Bataglin afirma que, para ligar o aumento da criminalidade aos presos da penitenciária federal, são necessários números.

O advogado também argumenta que não existem provas de que Beira-Mar é responsável pelo ataque ao presídio federal, ocorrido em 2008, quando um helicóptero foi usado no plano.

Segundo Bataglin, laudos para a comprovação não foram apresentados.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions