A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Junho de 2018

09/05/2009 11:48

Agrônomo é vítima de seqüestro e tem S-10 roubada

Redação

Um engenheiro agrônomo de 27 anos, que terá o nome preservado, foi vítima de um seqüestro relâmpago no fim da madrugada deste sábado, em Dourados, cidade que fica a 221 quilômetros de Campo Grande. Ele teve a caminhonete S-10 roubada.

A vítima saía de casa, no BNH 2º Plano, com o carro, por volta de 5h30, quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta.

O homem que estava na garupa, desceu, tirou o capacete, colocou uma toca e entrou no carro do engenheiro. Com uma arma de fogo, o bandido obrigou o agrônomo a seguir a moto.

Nas proximidades da ponte sobre o rio Dourados, o assaltante mandou a vítima parar e descer da S-10. O engenheiro desceu e ficou em uma lavoura de milho, junto com um bandido, enquanto outro saiu com a caminhonete.

Cerca de meia-hora depois, o assaltante que cuidava do cativeiro disse à vítima que iria até a rodovia, mas voltaria em seguida.

Como o bandido demorou, o engenheiro conseguiu escapar e pediu ajuda em uma usina, sendo levado para a área urbana de Dourados.

Além da caminhonete, o engenheiro teve roubado documentos pessoais, um celular, um notebook e um óculos de sol.

(Com informações do Dourados Agora)

Um engenheiro agrônomo de 27 anos, que terá o nome preservado, foi vítima de um seqüestro relâmpago no fim da madrugada deste sábado, em Dourados, cidade que fica a 221 quilômetros de Campo Grande. Ele teve a caminhonete S-10 roubada.

A vítima saía de casa, no BNH 2º Plano, com o carro, por volta de 5h30, quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta.

O homem que estava na garupa, desceu, tirou o capacete, colocou uma toca e entrou no carro do engenheiro. Com uma arma de fogo, o bandido obrigou o agrônomo a seguir a moto.

Nas proximidades da ponte sobre o rio Dourados, o assaltante mandou a vítima parar e descer da S-10. O engenheiro desceu e ficou em uma lavoura de milho, junto com um bandido, enquanto outro saiu com a caminhonete.

Cerca de meia-hora depois, o assaltante que cuidava do cativeiro disse à vítima que iria até a rodovia, mas voltaria em seguida.

Como o bandido demorou, o engenheiro conseguiu escapar e pediu ajuda em uma usina, sendo levado para a área urbana de Dourados.

Além da caminhonete, o engenheiro teve roubado documentos pessoais, um celular, um notebook e um óculos de sol.

(Com informações do Dourados Agora)

Estados e municípios são os que mais contribuem para sustentar SUS
Entre 2002 e 2015, o governo federal foi a esfera de gestão que mais utilizou recursos do Sistema Único de Saúde (SUS), seguido pela esfera municipal...
Mega-Sena acumula de novo e pode pagar até R$ 38 milhões no sábado
O prêmio da Mega-Sena acumulou mais uma vez, depois do sorteio desta noite (20) e pode pagar até R$ 38 milhões, na próxima rodada. As sequências sort...
Ações sobre auxílio-moradia voltam ao STF depois de conciliação falhar
Diante da falta de conciliação com representantes de magistrados, a AGU (Advocacia-Geral da União) devolveu ao STF (Supremo Tribunal Federal) process...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions