A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

01/06/2009 20:12

Amape enviará ofício ao DNIT para que solucione erosão

Redação

A erosão que a cada chuva toma proporções maiores no bairro Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande, agora coloca em risco as estruturas do viaduto do anel viário. A informação é do presidente da Amape (Associação de Moradores do Residencial Maria Aparecida Pedrossian), Jânio Batista de Macedo.

Para que as obras de planejamento sejam feitas o mais rápido possível, a Amape vai encaminhar amanhã um ofício ao DNIT (Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes) para que providencie uma solução ao problema da erosão. O documento também será assinado em nome dos moradores dos bairros Samambaia, Residencial Fernando Sabino e Panorama.

Segundo Jânio, antes das últimas chuvas o engenheiro Haroldo Figueiró analisou o local e fez um alerta para o risco que as estruturas correm em caso de chuvas mais intensas. As chuvas de sexta-feira colaboraram ainda mais para que a erosão se expandisse.

Por conta disso, hoje pela manhã a diretoria da Amape esteve no local e se deparou com a profundidade da erosão. Conforme a Associação, até hoje o DNIT não providenciou a recuperação do problema.

Jânio explica que a via de mão dupla de baixo do viaduto é desprovida de tubulações adequadas que garantam o escoamento de águas pluviais. Nas chuvas de maior proporções essa pista fica intransitável e segundo ele, os usuários ficam "ilhados" por horas devido ao volume água que permanece na pista.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions