A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

02/11/2012 14:54

Após alta, jovem espancada na BA presta depoimento

Elverson Cardozo
Joevellyn recebeu alta nesta sexta-feira. (Foto: Facebook)Joevellyn recebeu alta nesta sexta-feira. (Foto: Facebook)

A campo-grandense Joevellyn Agatha Martins, 18 anos, que foi encontrada com sinais de espancamento no bairro Parque São Cristovão, em Salvador(BA), recebeu alta hoje (2) do Hospital do Subúrbio, onde estava internada desde o dia 16 de outubro.

Ao deixar o hospital Joevellyn prestou depoimento à Polícia Civil da Bahia. A assessoria de comunicação do órgão se negou a fornecer qualquer detalhe sobre as declarações dadas pela jovem, mas disse que o relato dela “não acrescentou muito ao que a polícia já estava investigando”.

Quatro pessoas são apontadas como suspeitas, mas ninguém foi preso até agora. A investigação ainda está em andamento. Segundo a Polícia Civil, Joevellyn e família devem chegar à Capital ainda hoje.

O caso – No dia 12 de outubro, Joevellyn Agatha foi para Salvador passar o feriado na casa de Jezebel, amiga com quem mantinha contato há cerca de três anos pela internet.

Na tarde do dia seguinte, ela ligou para a família e disse que havia se encontrado com a amiga no aeroporto, conforme combinado. Após a ligação, o telefone dela ficou desligado.

Na segunda-feira (15), a amiga Jezebel entrou em contato com familiares de Joevellyn para informar o desaparecimento da jovem.

De acordo com as investigações, as duas amigas discutiram no sábado à noite e Joevellyn resolveu sair para se divertir sozinha. Joevelly, na versão de Jezebel, foi para um bar, depois seguiu para outro estabelecimento para comprar cigarros, onde encontrou um grupo de pessoas que a convidou para ir a uma festa.

No domingo (14), ela foi vista andando a pé na região. Ela estava com a mesma roupa que havia saído sozinha no sábado à noite.

Na terça-feira (16), por volta das 18h45, a campo-grandense foi encontrada em um matagal no bairro São Cristóvão, um dos mais perigosos da Capital baiana. Ela estava só de calcinha e sutiã, desacordada, bastante machucada, com sinais de violência e respirando com dificuldade.



infelizmente n podemos confiar em todo mundo e esta jovem confiou demais em quem n devia e deu no q deu...ela teve sorte ou melhor,Deus a guardou.q sirva de exemplo p/ ela n errar mais
 
marisa santos em 10/11/2012 21:28:54
Estou torcendo muito pela recuperação total dessa bela jovem, que Deus, a recupere sem deixar nehum tipo de sequela.
José Inacio Dias, perfeita suas colocações, concordo plenamente contigo. Inclusive, semana passada estava conversando com algumas amigas sobre essa idéia.
Seria muito interessante, a Joevillyn após suas recuperação total, fazer palestras com jovens e adultos, abordando os perigos da rede e suas graves consequencias.Acredito, que esse tipo de trabalho, será bastante gratificante para a própria jovem. Provavelmente, será convidada para inúmeras entrevistas, tanto na tv quanto jornais e outros tipos de meios de comunicações. FICA A DICA, para a jovem e seus familiares amadurecerem a idéia.
Seja BEM VINDA a sua cidade, junto aos seus familiares JOEVILLYN AGHATA e BOA SORTE.
 
Neyde de Oliveira em 03/11/2012 11:46:47
Moça, agradeça a Deus pelo fato de vc estar viva ainda. Oh cabeçinha de vento...
 
Marcelo Mendes em 03/11/2012 10:42:05
IRRESPONSAVEIS, ela e os pais. Em pleno ano escolar, o que uma jovem, que deveria estar preocupada com boas oas, enem, facudade, vai se eter a se encontrar na Bahia com esoa que conheceu na internet? com que dinheiro ela foi se nao trbalhava? alguem foi conivente com tdo isso e agora vem a preocupação? Devemos pedir a Deus que ilumine esses jovens, que nao tem a sensatez do certo, errado e perigoso. Nao medem os riscs, acreditando na impunidade e na imortaidade. Ate mesmo achando que " se eu me preocupar com acontecer algo, nao posso sair de casa"... é m absurdo mas real esse pensamento. Temos, nós pais, que orientar, dificultar e ate mesmo impedir qdo e enquanto esses jovens estiverem sob nossa tutela. se sao auto-suficientes, vivam sozinho entao, quero ver eles enfrentarem a realidade.
 
LUCIANO MARQUES em 03/11/2012 10:18:19
Que este caso desta garota sirva de exemplo, para os pais, ficarem mais atentos com os filhos em seus orkuts, tweets, faceblook. Tem que saber com quem tc, estar sempre checando suas msgens, pois os jovens se acham muito espertos, mas ñ o são. Tem que invadir a privacidade sim, já que a net ñ é um lugar seguro, e quem ñ v kara ñ v coração.
 
Paulo Umura Higa em 02/11/2012 21:49:55
Lamentável o que esta jovem passou, felizmente teve um final feliz. Ela deveria abraçar a causa, já que parece ter um bom nível cultural, em agradecimento por estar viva, fazer palestras em escolas e outras entidades, narrando sua desastrada experiência e orientando jovem sobre os perigos que rondam a internet, quando mal utilizada, e talvez mostrando sua ingenuidade ou inesperiência nas atitudes tomadas em local desconhecido, com isto faria um grande bem a muitos jovens e mesmo adultos.
 
José Inácio Dias schwanz em 02/11/2012 19:54:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions