A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

25/06/2012 09:28

Arma e munições são apreendidas durante operação em Anhanduí

Francisco Júnior e Luciana Brazil

Rapaz que jogou trator contra sede de pelotão. (Foto: Rodrigo Panizato)Rapaz que jogou trator contra sede de pelotão. (Foto: Rodrigo Panizato)

Durante operação desencadeada na manhã de hoje, no distrito Anhanduí, a Polícia apreendeu uma arma e munições de vários calibres. A ação batizada com nome do distrito envolve 40 policiais militares e civis de Campo Grande e Nova Alvorada do Sul.

As munições apreendidas são de calibre 12, 22, 32, 38 e uma bala de fuzil. O dono dos projéteis, Nailo Barbosa, 66 anos, foi detido na casa dele. Os policiais apreenderam também uma arma calibre 32, em outro local. No total, serão cumpridos sete mandados de busca e apreensão.

A operação foi desencadeada após um grupo atear fogo na sede do pelotão que fica no distrito. A confusão aconteceu na madrugada do dia 17 deste durante uma festa junina realizada no assentamento Sucesso. Quatro pessoas envolvidas no ato de vandalismo continuam presas. Entre elas, Fernando Vieira Quintino, 20 anos, que tentou derrubar o prédio utilizando um trator.

O rapaz negou que sua intenção foi jogar o trator contra a sede. Ele afirma que não conseguiu frear o veículo e que esteve no local para buscar o irmão, detido por participar da confusão.

De acordo o delegado Devair Aparecido Francisco, as investigações apontam para outra versão. “Se ele quisesse estacionar o trator, teria parado em outra direção”, afirmou o delegado. Conforme apurado pela Polícia, Fernando antes de jogar o trator na sede, perguntou se havia alguém no prédio, travou o acelerador e pulou do veículo antes da colisão.

Hoje pela manhã, ele foi levado para o distrito para mostrar a Polícia como aconteceram os fatos.

De acordo com o sargento Antonio Marques, a operação tem como objetivo restabelecer a ordem pública em Anhanduí. “A população espera que a PM atue. É uma resposta para sociedade e nós estamos firme nessa determinação”, afirmou.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


É ISSO AI, PARABENS PM E CIVIL.
 
emerson de oliveira em 25/06/2012 12:21:19
ESSE SE FERROU MANE!!!!
 
JOSE HIGUAIN em 25/06/2012 10:32:38
É meninão, depois que a cachaça evapora e o sangue esfria, aí sim vem a ressaca moral. Vai aprender a respeitar polícia e o Estado.
 
José Mendes em 25/06/2012 10:24:17
Muito certa essa ação, fico pensando nos policiais na hora da confusão, eles poderiam ter atirado pra cima do povo e depois todos cairiam matando em cima deles julgando eles, mas fizeram o certo, tem que proteger suas vidas e deixar o povo quebrar o prédio e dai... no outro dia vão restabelecer a ordem, com reforço de outras cidades. Bom se acontecer alguma coisa o que dois policiais vão fazer?
 
Carlos eduardo em 25/06/2012 09:16:49
Nossa até o presidente de bairro no meio onde vai parar esse povo em que tipo de exemplo ele quer dar para anhanduí isso é triste pois até o presidente de bairro no meio..................................hunf
 
Italo Brawanelly em 25/06/2012 02:37:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions