A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

25/05/2010 14:22

Audiência é marcada pela ausência de Odilon e Acevedo

Redação

O senador paraguaio Robert Acevedo e o juiz federal Odilon de Oliveira não participam da audiência pública realizada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul que discute o consumo do crack no Estado.

O deputado estadual Paulo Corrêa (PR), que propôs a reunião, não soube explicar porque os dois convidados não compareceram à audiência, apesar de terem confirmado presença.

O senador paraguaio Robert Acevedo sofreu atentado no dia 29 de março deste ano. O crime aconteceu em Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com Ponta Porã e segundo o parlamentar teria sido motivado por traficantes da região.

De acordo com o deputado Paulo Corrêa, a audiência, que acontece neste momento no plenário da Assembléia, é motivada por crimes envolvendo o consumo de drogas em Mato Grosso do Sul.

Como exemplo, o republicano citou o caso do comerciante Valdemir João da Cruz, de 59 anos, que morreu na madrugada do dia 8 de maio após levar dois tiros em um assalto próximo ao seu estabelecimento comercial, o Supermercado Maninho, que fica na avenida das Bandeiras, Vila Nhá Nhá.

Uma das suspeitas da polícia, segundo o parlamentar, é que a vítima tenha sido morta por adolescentes, que roubariam a moto do comerciante para vender e comprar crack.

Começa na segunda-feira prazo para alunos da UEMS fazerem rematrícula
Quem já é aluno da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) tem prazo de segunda-feira, 22 de janeiro, até a 3 de fevereiro para confirmar ...
Capes recebe até esta sexta-feira inscrições a 400 bolsas de estudo
A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) recebe até amanhã (19) inscrições para programas no exterior. São 400 vagas dis...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions