A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

02/09/2009 13:38

Beira-Mar vai a júri em novembro pela morte de Morel

Redação

O narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, preso no presídio federal de Campo Grande, vai a júri popular às 8h de 10 de novembro deste ano. O julgamento foi determinada pela juíza interina da 1ª Vara do Tribunal do Júri na Capital, Denize de Barros Dódero Rodrigues.

O processo tramita em segredo de Justiça na Capital. Beira-Mar foi pronunciado pelo juiz Júlio Roberto Siqueira Cardoso, promovido a desembargador. O novo titular da 1ª Vara, que deverá presidir o júri, está sendo escolhido pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Nove magistrados estão na disputa.

Morel foi morto dentro do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande em 1999. Além de Beira-Mar, outros presos foram julgados pelo assassinato do presídio.

João Morel foi considerado um dos principais traficantes da fronteira de Coronel Sapucaia com o Paraguai. A sua execução faz parte da estratégia do traficante carioca para assumir o controle do tráfico de drogas na fronteira brasileira com o Paraguai. Vários suspeitos de trafico de drogas e de serem ligados a Morel foram executados na época.

A Polícia Civil apurou que Beira-Mar ordenou a execução de Morel por meio de ligações telefônicas.

O local do júri de Beira-Mar poderá ser no Tribunal do Júri, o que exigirá um grande esquema de segurança.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions