A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

23/07/2010 07:16

Biólogo da quadrilha de safáris irá se apresentar à PF

Redação

O biólogo e taxidermista Fernando Chiavenato deve se apresentar hoje à Polícia Federal de Curitiba. Ele é acusado de fazer parte da quadrilha que organizava safáris ilegais para caçar onças no Pantanal e no Parque Nacional do Iguaçu.

Chiavenato é responsável pela conservação das carcaças das onças e outros animais que eram caçados pela quadrilha. Em seu site há fotos de vários animais empalhados. O site diz que o serviço de taxidermia é oferecido há dez anos e atende em todo o território nacional.

De acordo com o delegado Alexandre do Nascimento, da PF de Corumbá, dos dez detidos na Operação Jaguar, 8 estão em Sinop (MT) e outros dois na carceragem de Corumbá. Estes, foram presos em Miranda, na quarta-feira. Os outros foram presos em flagrante, quando caçavam em uma fazenda do Mato Grosso. Dentre eles, o chefe do bando, o dentista e professor universitário de Curitiba Eliseu Augusto Sicoli.

Ele e Marco Antônio Moraes de Melo guiavam um grupo formado por 4 argentinos, 1 paraguaio e um cabo da PM de Mato Grosso. De acordo com a PF, os estrangeiros serão expulsos do país ao fim do inquérito, que deve ser concluído em duas semanas.

Outros dois membros da quadrilha ainda estão foragidos. Antônio Teodoro de Melo Neto, o Tonho da Onça, que reside em Rondonópolis (MT), e um fazendeiro paranaense.

O caso

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions