ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 14º

Cidades

BNDES acusado de financiar cana em área indígena de MS

Por Redação | 11/05/2010 10:57

Mesmo proibido pela legislação brasileira, o cultivo de cana em áreas indígenas é financiado em Mato Grosso do Sul e com recursos oficiais do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento)

O Ministério Público Federal questiona os critérios usados pelo banco para conceder

Os empréstimos às multinacionais, como Cosan/Shell e Bunge.

"As usinas Nova América, do grupo Shell/Cosan, e Monteverde, da Bunge, receberam empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e mesmo assim compram matéria prima cultivada em territórios indígenas", denucnia o MPF em nota à imprensa.

.

O financiamento desse tipo de atividade, na avaliação do órgão, incentiva

"conflitos por terra e violações aos direitos indígenas no Estado."

O MPF lembra que o financiamento público para expansão do cultivo de cana em terras indígenas é vedada pela Resolução 3813/2009, do Banco Central.

Além de colocar em xeque esses empréstimos, o MPF também deve cobrar o veto à concessão internacional de créditos de carbono à empresas que não respeitam a legislação. O Ministério Público é uma das instâncias que temd e emitir parecer antes da aprovação do crédito de carbono.

A alegação é que "conforme previsto nas resoluções da Comissão Interministerial de Mudança Global de Clima

Nos siga no Google Notícias