A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/01/2008 21:50

Boletim conta 2 casos de febre amarela em MS, sem morte

Redação

O boletim divulgado hoje pelo Ministério da Saúde sobre os casos de febre amarela no País entre o fim de 2007 e esta sexta-feira (25 de janeiro) não inclui qualquer suspeita de morte pela doença em Mato Grosso do Sul, apesar de a Secretaria Estadual de Saúde ter pedido testes da doença após o falecimento no Hospital Universitário de Campo Grande do empresário Nelson Machado Ribeiro, de 44 anos, nesta quinta-feira. Ribeiro, que veio transferido de Maracaju, apresentou sintomas comuns à febre amarela e outras doenças. O resultado da sorologia deve sair na segunda-feira.

Segundo o boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, Mato Grosso do Sul tem dois casos confirmados da doença, dois descartados, e nenhum óbito. Os dois casos são de turistas que vieram ao Estado no fim do ano e passaram por Bonito. A exclusão da suspeita por morte pode ser explicada pelo fato de que as secretarias costumam primeiro ter um indicativo da sorologia para depois informar o Ministério.

Em todo o País, conforme o relatório, houve 41 notificações de casos suspeitos de febre amarela silvestre desde dezembro. Destes, dezenove casos foram confirmados, e dez evoluíram para óbito. Nos outros nove houve cura.

Outros dezoito casos foram descartados para febre amarela e quatro permanecem em investigação. Os prováveis locais de infecção dos casos confirmados, conforme o Ministério, ocorreram em áreas silvestres de Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

O boletim considera também as mortes de macacos, que podem indicar a presença do vírus da doença. No Estado, são relacionados achados de macacos mortos em 4 localidades, todas este mês.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions