A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

25/02/2011 15:54

Bombeiro que teria planejado matar juízes é transferido para Rondônia

Marta Ferreira e Ítalo Milhomem

Vinte dias depois de o MPF tornar pública a descoberta de um plano para matar juízes federais, o suposto responsável pelas ameaças, o bombeiro Ales Marques, preso por tráfico, foi transferido ontem para o Presídio Federal de Porto Velho, em Rondônia.

A transferência havia sido solicitada pelo MPF no início do mês. As investigações feitas pelo MPF revelaram, mesmo preso, Ales Marques arquitetava a morte de juízes federais que atuam nos processos nos quais é acusado de liderar uma quadrilha de tráfico internacional de drogas, em Campo Grande e em Ponta Porã. Mesmo sob custódia, ele usa celulares livremente.

O MPF também aponta a existência de um esquema de corrupção envolvendo a chefia da escolta de detentos do Presídio Militar de Campo Grande, já que Ales Marques teria sido flagrado saindo do presídio de irregular. Ele alega que saiu para ir ao médico.

A divulgação do plano mobilizou a Ajufe (Associação dos Juízes Federais), que solicitou ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, mais proteção aos magistrados e a transferência do bombeiro.

À época, o ministro confirmou que ele seria transferido, providência que se concretizou ontem.

Hoje, em visita a Campo Grande, o ministro foi indagado a respeito e disse que a transferência estava a cargo do Depen (Departamento do Sistema Penitenciário) e não seria divulgada com antecedência por questões de segurança.

Militar preso diz que não tem plano para matar juízes
Bombeiro diz que foi vítima de armação de advogadaAcusado de liderar quadrilha de tráfico internacional de drogas e de tramar a morte de juízes fede...
PM está investigando saída irregular de acusado de planejar morte de juízes
Será aberta uma sindicância para apurar os responsáveis A assessoria de imprensa da Polícia Militar, informou no fim da tarde de hoje que denúncia s...
Militar preso tinha plano para matar juízes federais
Ele usa celulares e sai da cadeia para fazer "diligências".Detido no Presídio Militar de Campo Grande, o bombeiro Ales Marques é considerado uma ame...


Mas enquanto isso não acontece, ou seja, enquanto a contituição de 1988 estiver em vigor, deveria ser respeitada, ou seja, deveria ser respeitado ao menos o direito de intimidade dos presos durante seus encontros íntimos legalmente assegurados, assim como deveria ser respeitado o sigilo da conversa do advogado e cliente, o que não acontece!
 
Anton Van em 28/02/2011 12:17:08
É...quando a coisa aperta.... aí se lembram dos presídios federais....os únicos (até o momento) com capacidade de controlar os piores criminosos...pena que a Constituiçãoe a Lei garantam certos direitos aos criminosos...deveria ser estudada a possibilidade de uma nova Constituição, onde fosse previsto no próprio texto constitucional que todas as conversas e correspondências em qualquer presídio fossem passíveis de monitoramento. Além disso, deveria haver tb proibição de visitas íntimas a presos dos presídios federais ou em RDD de qualquer presídio. Não custa sonhar....
 
Roberto Lima em 25/02/2011 06:07:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions