A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

02/02/2013 12:55

Campanha “Reaja MS” vai até ao calçadão da Barão

Projeto quer transformar em crime hediondo atentado contra policiais; meta é colher 150 mil assinaturas no Estado

Carlos Martins e Luciana Brazil
Meta é colher em Mato Grosso do Sul 150 mil assinaturas para mudar legislação penal (Foto: Luciano Muta)Meta é colher em Mato Grosso do Sul 150 mil assinaturas para mudar legislação penal (Foto: Luciano Muta)

O comando da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul levou na manhã deste sábado a campanha “Reaja Mato Grosso do Sul” até o centro de Campo Grande. No calçadão da Rua Barão do Rio Branco, o coronel Carlos Alberto David dos Santos conversou com populares e explicou a importância da campanha de coleta de assinaturas que visa a mudanças na legislação penal em relação a crimes hediondos . Também estiveram presentes a governadora em exercício Simone Tebet e o superintendente da Polícia Federal Edgar Paulo Marcon.

“Não estamos satisfeitos com a legislação que impera em nosso País. Eu digo como comandante da Polícia Militar, que os meus policiais estão cansados em punir as mesmas pessoas”, disse o coronel David, se referindo à prisão de delinqüentes que, por brechas na legislação, são soltos e depois voltam a praticar os mesmos crimes.

Mato Grosso do Sul lançou a campanha no dia 14 de janeiro e o Estado foi um dos primeiros a aderir ao movimento lançado em São Paulo, após os assassinatos de policiais a mando do Primeiro Comando da Capital (PCC). O autor da ideia é o ex-oficial da PM paulista, major Olímpio Gomes, e atual deputado estadual pelo PDT de SP.

O projeto visa aumentar a pena dos crimes cometidos contra servidores da segurança pública, como policiais federais, rodoviários federais, civis, militares, bombeiros, bem como guardas municipais, Poder Judiciário, Ministério Público e agentes do Sistema Penitenciário no exercício de suas funções. A medida também vale quando o crime for praticado contra cônjuge, parentes, irmão, tio ou sobrinho na intenção de intimidar o servidor.

“A legislação [atual] é inimiga do nosso trabalho. Nossos policiais não podem ser tachados como incompetentes”, disse o coronel David, que é vice-presidente do Conselho Nacional de Comandantes das Policias Militares e Bombeiros Militares do Brasil. “Além do trabalho, tem o retrabalho, já que os policiais precisam novamente prender o bandido pelo mesmo crime praticado anteriormente”.

A governadora em exercício, Simone Tebet, parabenizou o comandante pela iniciativa e lamentou o fato de que a campanha começou apenas agora, em meio a uma guerra entre civis e bandidos. Já o superintendente da PF em Mato Grosso do Sul, Edgar Paulo Marcon, declarou apoio integral à campanha. “Também somos policiais e vejo esta campanha como uma tentativa de reduzir a incidência de crimes contra os agentes de segurança. Espero que a classe política olhe para este problema e deixe de demagogia”, disse Marcon. A ideia é que até julho o projeto de lei propondo as mudanças na legislação penal chegue ao Congresso.

Vice-governadora Simone Tebet participou da campanha ao lado do comandante da PM, Cel David (Foto: Luciano Muta)Vice-governadora Simone Tebet participou da campanha ao lado do comandante da PM, Cel David (Foto: Luciano Muta)
Edson Biancão, pai do universitário assassinado na Orla Morena, diz que lei protege os malfeitores (Foto: Luciano Muta)Edson Biancão, pai do universitário assassinado na Orla Morena, diz que lei protege os malfeitores (Foto: Luciano Muta)

Escola do crime - O comandante da PM conversou no local com Edson Biancão, 64 anos, pai do jovem universitário Lawrence Corrêa Biancão, assassinado aos 20 anos no dia 9 de dezembro passado por dois menores na Orla Morena. Edson disse que apenas quem já passou por situação semelhante pode avaliar o que ele está sentindo. “A ferida da saudade nunca vai fechar, a figura do meu filho nunca vai desaparecer”, disse, emocionado. Edson também criticou as UNEIs (Unidade Educacional de Internação), verdadeiras escolas do crime, e o atual código penal. “É uma lei arcaica, que só protege os malfeitores. Se um menor pode eleger um presidente, por que não pode sofrer com leis mais rígidas?”, indagou, se referindo aos menores acusados pelo assassinato do filho.

Com 83 anos de idade e mais de 30 anos de experiência militar, o coronel aposentado Adib Massad também se fez presente. Para ele, também é preciso se investir na educação dos detentos, para que eles não fiquem ociosos. “Não adiante deixar o indivíduo preso dia e noite, porque não vai mudar nada. O que se precisa hoje é instrução”, recomendou.

No Estado, a intenção é reunir 150 mil assinaturas e 1,5 milhão (1% do eleitorado brasileiro) em todo o País. Desde o lançamento, já foram colhidas no Estado 20 mil assinaturas. Até agora, Corumbá já recolheu nas ruas 6 mil assinaturas e logo após vem Campo Grande com 5 mil assinaturas.

Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...


Luis roberto e Rosana, continua discoradndo de vcs. Eu acho que a lei tem que proteger o cidadão igualmente . Discordo totalmente dessa lei.Matou um policial ou um civil a pena tem que ser a mesma.Porque eu disse besteira? rapaz vivemos num mundo aonde as pessoa tem maneira de pensar diferente. Vou te dar exemplos absurdos de nossa lei.O menor vota para presidente mais não responde por seu atos/ quem tem curso superior tem direito a cela especial/ politico tem foro priviligiado.Agora querem criar mais outra dessa.Aqui no Brasil já tem que ser discutida a prisão perpétua, para quem mata policial ou civil.Esta extremamente violento.Esses hipocrita seja parlamentares ou direito humanos juristas não querem mudar.
 
Roberto nunes em 03/02/2013 13:45:49
Meu caro Roberto Nunes, o PM não quer ser diferente, ele é diferente, enquanto você dorme tranquilo em sua cama, muitos estão na rua, tentando evitar que algo lhe aconteça, enquanto você caminha, corre, anda de carro lépido e faceiro, muito deles precisam, mesmo sem estar de serviço, andar com sua arma a tiracolo, pois não sabem o que encontrarão pela frente, mas sabem que se acontecer algo, estando de serviço ou não tem a obrigação de servir e proteger, pois ao contrário da maioria de nós, a profissão deles não termina ao fim do expediente... são PM 24 horas... aposto que ninguém bate no seu portão no meio da noite pedindo socorro. Isso sem falar no julgamento, muitos não conhecem as leis e falam mal da conduta do policial.
 
Rosana Padilha em 03/02/2013 11:38:55
Sinceramente. Quando vejo uma manifestação igual a desse Roberto Nunes eu vejo que tem gente que só critica por criticar. Leia a matéria ou se informe melhor antes de dizer besteira. A PM ESTÁ APOIANDO TAMBÉM A CAMPANHA PELO FIM DA IMPUNIDADE QUE É VOLTADA PARA PROTEGER TODA A SOCIEDADE. Pare de tagarelar e assine as petições!!!
 
Luis Roberto Serafim Diniz em 03/02/2013 09:38:57
Discordo totalmente dessa lei.A lei tem que ser igual par todos. Porque para os policias tem que ser diferente? tem que mudar o codigo pernal para proteger todos cidadãos . Essa proposta é um absurdo.Só aqui no Brasil tem essas leis.Exemplo menores votam mais não respondem pelo seu atos/politicos tem foro priviligiado/quem tem curso superior tem direito a cela especial.Ainda querem criar mais essa lei ? absurdo isso.
 
Roberto nunes em 02/02/2013 16:55:58
A mudança só ocorre com grande mobilização de todos os setores da sociedade....chega de impunidade esse código penal já deu o que deu e é muito antigo as leis são muito brandas aconselho a todos assinarem.
 
Rodrigo Rocha em 02/02/2013 15:30:19
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions