A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/09/2008 07:53

Campo Oeste: entidade tenta liberar FGTS de funcionários

Redação

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Carne ingressou ontem com uma ação coletiva, mediante procuração assinada por 176 funcionários do frigorífico Campo Oeste, para tentar liberar o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e seguro desemprego dos trabalhadores.

Eles receberam férias coletivas há duas semanas e, sem nenhum contado com os donos da empresa, que também não pagaram fornecedores, já consideram que levaram um calote. Na terça-feira, indignados, um grupo de 60 trabalhadores chegou a arrombar os portões da empresa e desarmar um segurança. A polícia precisou intervir.

Dentro do pátio da empresa eles se deram conta de que não havia ninguém da direção para negociar e recorreram ao sindicato. Segundo a presidente da entidade, Gilberta Gimenez Gregório, trabalhavam no frigorífico 220 funcionários e não 410 como foi informado inicialmente. Na segunda-feira deve ser ingressada outra ação, com a procuração dos que não entraram na primeira leva.

A expectativa é que em 15 dias o FGTS e seguro-desemprego sejam liberados aos trabalhadores. Depois será ingressada uma ação judicial para que a direção do frigorífico pague a verba rescisória. Segundo a Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul), a unidade operava em nome de

Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions