A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

21/10/2009 16:02

Candidato diz que aliança com PMDB é para Dilma vencer

Redação

Candidato a presidente nacional do PT pela maior corrente interna, a CNB (Construindo um Novo Brasil), José Eduardo Dutra declarou que a aliança eleitoral com o PMDB não será em torno de idéias ou programas, mas com a finalidade de eleger a ministra Dilma Roussef (Casa Civil) como sucessora do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita em entrevista coletiva, nesta quarta-feira, no escritório do ex-governador Zeca do PT, em Campo Grande.

"Ninguém governa um país como o Brasil só com ideologia", afirmou Dutra, que classificou o PMDB como "uma frente de partidos nacionais". O PMDB é o partido com maior representação no Congresso Nacional, faz parte da base de sustentação do Governo Lula e conta com seis Ministérios.

"Nós defendemos uma aliança formal. Queremos mais tempo na televisão. Para a oposição, basta filmar doente na maca do hospital", prosseguiu o candidato.

Ele declarou ainda que a aliança nacional com o PMDB acontece "sem a ilusão de que vai resolver os problemas dos Estados" e de que tem certeza de que o PT terá candidato em Mato Grosso do Sul disputando contra o governador André Puccinelli (PMDB).

Dutra afirmou que se Zeca desistisse de disputar o governo, o PT lançaria outro candidato ao cargo por conta das divergências regionais com o PMDB. Ele disse ainda, que se for eleito presidente do partido, não irá intervir para que a aliança PT-PMDB seja repetida em Mato Grosso do Sul.

Nesta quarta-feira, PT e PMDB nacionais firmam pré-compromisso de união para as eleições presidenciais de 2010.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions