A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

29/11/2013 10:25

"Campo Grande, meu bairro, meu lixo" denuncia problemas no Facebook

Filipe Prado
O grupo conta com 65 membros de vários bairros de Campo Grande (Foto Divulgação)O grupo conta com 65 membros de vários bairros de Campo Grande (Foto Divulgação)

Um morador do Bairro Sírio Libânes 2, cansado da péssima situação da região onde mora, criou um grupo no Facebook, onde outros campo-grandenses podem compartilhar os problemas de onde vivem. O grupo “Campo Grande, meu bairro meu lixo!” já conta com mais de 60 membros.

O estudante de Direito André Aloy Rodrigues, 38 anos, é o idealizador do grupo. Ele comenta que desde 2011 tenta mudar a situação da Rua Bogoni, onde mora. “Eu estou cansado da omissão do município. Desde 2011 eu tento usar tramites normais para arrumar a rua aqui, mas agora parti para as redes sociais, para ver se algo resolve”.

Um dos motivos que levou André a criar o grupo foi a situação que encontra seu bairro. “Quero chamar atenção das autoridades para a falta de asfalto na nossa rua e também para um lixão que fica atrás de um posto de saúde em construção, que, aliás, as obras estão paradas há mais de um mês”, explica o estudante.

A rua Bogoni é uma das únicas ruas que não tem asfalto no bairro. “Eu fico indignado quando percebo que todas as ruas em volta possuem asfalto, mas a nossa aqui ainda não. Uma vez minha esposa trouxe o responsável pelas obras nas ruas aqui em casa, para ele poder colocar cascalho aqui, só assim conseguimos”, relata André.

Outros moradores do bairro também querem aderir ao grupo, como Isla Daniela de Souza Freitas, 30. “Aqui não te asfalto, tem buraco, quando chove fica muito difícil. Estamos indignados. Vou entrar no grupo sim, para ajudar na campanha”.

André comenta que o título do grupo é uma piada com o nome um programa do governo federal. “Já que o governo tem o Minha Casa, Minha Vida, nós temos o Meu bairro, meu lixo”, ironiza o estudante.

Até um pano preto será colocado nas casas, que ficam na rua Bogoni. “Faremos um ato, onde a rua ficará de luto, pelo asfalto que nunca foi feito. Eu colocarei um pano preto por toda a rua, para simbolizar”, finaliza André Aloy.

A rua Bogoni é uma das únicas não asfaltadas na região (Foto: Marcos Ermínio)A rua Bogoni é uma das únicas não asfaltadas na região (Foto: Marcos Ermínio)
André é o organizador do grupo 'Campo Grande, meu bairro meu lixo!' (Foto: Marcos Ermínio)André é o organizador do grupo 'Campo Grande, meu bairro meu lixo!' (Foto: Marcos Ermínio)
André Aloy mostra lixão formado atrás de posto de saúde (Foto: Marcos Ermínio)André Aloy mostra lixão formado atrás de posto de saúde (Foto: Marcos Ermínio)
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Na rua João vieira de Almeida tambem no Sirio Libanes, foi feito asfalto na metade da rua a outra metade é só buraco cada vez que chove aumenta mais não tem nem como entrar em casa e sem falar que na esquina onde foi feito um otimo asfalto pra não dizer outra coisa né , abriu um buraco enorme que esta um perigo. Pelo amor de Deus Bernal faz alguma coisa ... Chegou a hora de vc fazer a diferença.
 
MARCIA SILVA em 29/11/2013 12:45:18
parabens pela iniciativa André, o Bernal vive no facebook, talvez agora ele consiga enxergar melhor os problemas da cidade.
 
maximiliano nahas em 29/11/2013 12:27:44
Bom, já tentaram outros meios de comunicar o poder público e não funcionou; e já que os adm. agora não saem da facebook e outras redes, logo existe grande possibilidade deles saberem o que se passa na cidade. Mas tb não posso deixar de observar o seguinte: aquele lixo não vai pra esses lugares sozinhos concordam? Então temos dois problemas: poder público inoperante e gente inimiga da limpeza e preguiçosa.
 
Andre Duarte em 29/11/2013 11:43:25
Aqui na Rua Marina Spengler com a Rua mocho ou Geraldo mendes xavier o lixo é herança, e já tem ate um video no you tube que postei é só olhar e nada de interromper esse processo com soluções.
 
Delmario Guimaraes de Araujo em 29/11/2013 11:17:05
Eu já mandei um monte de emails para a secretária de infraestrutura da prefeitura e os secretárias que segundo eles por telefone me informaram que é responsável pela limpeza das ruas em Campo Grande, mas até hoje nada de limpar e melhor a rua onde eu moro:
Rua Gabriel Malke no bairro Jardim Itamaracá, lá parece mais um lixão do que uma rua, cheio de entulhos, lixos de todos os tipos, sofás velhos jogados, sucatas de televisões, plásticos, etc...
Rua com burros que mais parecem um rio do que uma rua...
Lotes sujos cheios de matos, um monte de lotes abandonados... pensa na situação agente paga impostos para melhoria dos bairros, e a gente nunca vê nada , aonde vamos parar.
 
ezilda Teixeira em 29/11/2013 11:15:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions