A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

19/07/2015 12:05

Festa de São Cristóvão reúne 1.300 fiéis e arcebispo quer santuário em BR

Viviane Oliveira e Juliana Brum
Família posa para foto com o arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas. (Foto: Fernando Antunes) Família posa para foto com o arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas. (Foto: Fernando Antunes)

A 5ª Festa de São Cristóvão com o tema Trânsito Consciente, começou nesta manhã (19) com carreata na saída para São Paulo e reuniu cerca de 1.300 fiéis, segundo os organizadores, em Campo Grande. Durante o trajeto quatro imagens de Nossa Senhora Aparecida foram levadas em cima de caminhões pelos devotos. Este ano, a igreja católica aproveitou a data para comemorar 25 anos de romaria.

Conforme o Arcebispo da Capital, Dom Dimas, que estava presente na festa, a igreja tem se preocupado com a questão da mobilidade humana e que durante a homilia fez bastante referência aos motoristas e ao cuidado no trânsito. “O meu sonho é ter um santuário com toda a estrutura, próximo a rodovia que atenda os motoristas que passam a maior parte do tempo nas estradas”, diz.

O padre da Paróquia Santa Rita de Cássia, Jorcilei José Tavares, contou que este ano a comunidade ficou responsável pela organização da missa, romaria e um almoço com vários shows. São Cristóvão é padroeiro dos viajantes e motoristas.

Devoto do santo, o caminhoneiro Luiz Antônio Lobo, 23 anos, e a esposa, Thais Lobo, 19 anos, comemoravam o dia com muita devoção. Ela conta que é evangélica, mas mesmo assim acompanha o marido nas festas e gosta muito. “Ele vem de uma família católica e desde pequeno é religioso”, diz. Já Luiz, conta que a paixão por São Cristóvão vem sendo passada há quatro gerações.

Thais é evangélica, mas mesmo assim acompanha o marido, que é devoto do santo. (Foto: Fernando Antunes) Thais é evangélica, mas mesmo assim acompanha o marido, que é devoto do santo. (Foto: Fernando Antunes)
A festa reúne todas as famílias de viajantes e caminheiros. (Foto: Fernando Antunes) A festa reúne todas as famílias de viajantes e caminheiros. (Foto: Fernando Antunes)

Apesar de ainda não ter pedido nada a São Cristóvão, Luiz vai sempre nas missas e nas festas para agradecer. “Até agora não pedi nada, mas se precisar tenho certeza que serei atendido”, afirma.

Ao contrário da assistente administrativa Selma de Souza, 40 anos, que já recorreu ao santo e foi atendida. Ela está se preparando para ser carreteira e já participou de todas as edições da festa. “É muita emoção, desde a carreata até a missa. Ela estava pagando promessa após ter recebido uma benção, que não quis dizer o que era, apenas contou que o milagre está relacionado a direção de veículo.

Com 23 anos de estrada, o caminhoneiro Marcelo Queiroz, 40 anos, tem muita fé em São Cristóvão. Ele mora há 5 anos em Campo Grande e diz que sempre prestigia o evento. “Eu fico com muita raiva quando o caminhão quebra na estrada, mas em seguida me acalmo, pois acredito que foi um livramento e não questiono”, conta.

A carreta terminou no Rádio Clube Campo, onde acontece almoço e baile até às 21 de hoje. A animação vai ficar por conta de Alex e Ivan, Eco do Pantanal, Índio e Half, João Paulo e Fernando e Maria Izabel.

Festa começou cedo, com carreata em Campo Grande.Festa começou cedo, com carreata em Campo Grande.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions