A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

05/05/2019 11:25

"Não dou opinião, preciso ser notificado", diz Trad sobre crise em hospital

Equipe de cirurgiões chegou a suspender atendimento após rompimento de contrato e Unimed anunciou descredenciamento

Silvia Frias e Danielle Valentim
Marquinhos Trad participa do Undokai, na Colônia Japonesa (Foto: Marina Pacheco)Marquinhos Trad participa do Undokai, na Colônia Japonesa (Foto: Marina Pacheco)

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), preferiu não comentar o rompimento dos contratos da Santa Casa com a Unimed e equipe de cirurgiões. “Não dou opinião, preciso ser notificado oficialmente”, disse.

Trad participa esta manhã da 34ª edição do Undokai, a gincana esportiva realizada na Colônia Japonesa, no Jardim Veraneio, em Campo Grande.

Questionado inicialmente sobre a crise na Santa Casa, o prefeito disse que “não estava sabendo” do rompimento do contrato da equipe de 21 cirurgiões no hospital e o comunicado da Unimed do descredenciamento. Posteriormente, disse que preferiu não dar opinião até ser notificado oficialmente.

No dia 2 de maio, o contrato com a equipe de cirurgiões foi rompido pela Santa Casa, após desacordo nas negociações com os médicos, que queriam ser enquadrados no regime da CLT (Consolidação das Leis de Trabalho).

No sábado, uma reunião emergencial foi convocada pela instituição, que pediu retorno do grupo para atendimento no hospital, que estava apenas com um profissional na cirurgia. As negociações serão retomadas nesta segunda-feira. Nesta reunião, o Secretário Municipal de Saúde, José Mauro Pinto de Castro Filho, estava presente, representando o Executivo de Campo Grande.

O descredenciamento da Unimed foi divulgado em comunicado hoje em que consta que os pacientes não serão mais atendidos pelo plano de saúde na Santa Casa a partir do dia 13 de maio deste ano.

Segundo o texto, a própria Santa Casa pediu, há um mês, o rompimento do contrato. A assessoria do hospital confirma neste domingo a situação e alega que o contrato traz prejuízo diante do valor pago pela Unimed a título de consultas e procedimentos cobertos pelo plano de saúde - valores e quantidade de pacientes atendidos não foram informados.

De acordo com a cooperativa de saúde, as negociações estavam mantidas e, inclusive, uma reunião na segunda-feira (6) está marcada para dar andamento às tratativas.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions