A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/03/2015 11:06

"Operação Mulher Brasileira I" prende 58 pessoas em dois dias de ação

Renan Nucci e Leonardo Rocha
Dos 80 mandados de prisão, 58 foram cumpridos. (Foto: Marcos Ermínio)Dos 80 mandados de prisão, 58 foram cumpridos. (Foto: Marcos Ermínio)
Delegados envolvidos na Operação comentação ação da polícia. (Foto: Marcos Emínio)Delegados envolvidos na Operação comentação ação da polícia. (Foto: Marcos Emínio)

A “Operação Mulher Brasileira I”, dirigida pelo DPE (Departamento de Polícia Especializada) e coordenada pela Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), resultou na prisão de 58 pessoas entre quarta e quinta-feira (05), em Campo Grande. Entre os detidos, 29 foram apresentados na manhã desta sexta-feira (06), na Casa da Mulher Brasileira, acusados de crimes que vão desde ameaça e desacato, até estupro e homicídio.

Segundo a delegada Rosely Molina, titular da Deam, o objetivo é que haja outras ações semelhantes ao longo do ano  para coibir a violência contra a mulher, principalmente porque este tema está na pautas das principais autoridades de segurança do Estado. “Houve grande investimento no setor e outras ações de qualidade vão acontecer a partir de agora”, disse.

Os presos respondem, no âmbito da violência doméstica, por ameaça, lesão corporal, tentativa de homicídio, estupro, sequestro, homicídio, atraso em pensão alimentícia, posse de arma de fogo, roubo, desacato, tráfico de drogas e estelionato. “Dos 80 mandatos de prisão expedidos, 58 foram cumpridos”, explica Molina.

Ela lembra que no Código Penal, a violência contra a mulher abrange questões físicas, morais, patrimoniais e sexuais, ressaltando que a maioria dos casos são à noite, durante finais de semana e feriados. As ocorrências do tipo representavam aproximadamente 40% da demanda das Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário), mas foram redirecionadas para as especializadas que agora atuam 24 horas, aumentando o número de registros. “Com um local adequado, as vítimas se encorajam a denunciar os agressores”, destacou.

O coordenador da DPE, Adriano Garcia Geraldo, afirmou que a operação é uma forma de coibir a prática de crimes contra as mulheres e que até quatro devem ocorrer ao longo deste ano, para que a sociedade se sensibilidade ainda mais sobre a questão. As próximas datas não serão divulgadas para manter o sigilo dos trabalhos da polícia. Desde que inaugurada, a Casa da Mulher Brasileira efetuou a prisão em flagrante de 50 indivíduos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions