A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

29/07/2017 12:53

"Tudo que a Justiça pediu foi cumprido", diz prefeito sobre Omep e Seleta

Leonardo Rocha e Ricardo Campos Jr
Marquinhos concedeu entrevista, durante visita ao Mercadão, nesta manhã (Foto: Ricardo Campos Jr)Marquinhos concedeu entrevista, durante visita ao Mercadão, nesta manhã (Foto: Ricardo Campos Jr)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) afirmou hoje (29), durante visita ao Mercadão, que tudo que a Justiça pediu em relação ao contrato da Omep (Organização Mundial pela Educação Pré-Escolar) e Seleta Sociedade Caritativa e Humanitária, foi cumprido pela gestão municipal.

“Tudo que a Justiça pediu nós cumprimos, restando apenas informar algumas questões ao promotor”, ponderou Marquinhos, que tinha dito anteriormente que até tentou ampliar o prazo que terminou ontem (29), para demissão de 4,3 mil terceirizados, mas que o Ministério Público e Justiça foram irredutíveis.

O prefeito também havia declarado ontem (28), que o município avaliava a forma de concluir o pagamento dos demitidos. Segundo ele, algumas rescisões já foram pagas, faltando ainda uma parte. “Nós estamos pagando algumas delas, mas não vamos ter o dinheiro para todos”.

Histórico – Os primeiros convênios forma firmados há 20 anos e desde então, eles vêm sendo renovados em valores que giram em torno de R$ 6 milhões mensais. A investigação, que chegou à decisão atual, além de operações nas entidades, começou há cinco anos pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul).

A princípio, a revogação dos convênios era objeto de recomendações e TACs (Termos de Ajustamento de Conduta), nenhum deles cumprido em sua totalidade. Em abril de 2016, então, iniciaram as primeiras ações judiciais na tentativa de encerrar de vez os convênios.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions