A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/04/2014 21:24

Acadêmicos ocupam reitoria da UFMS e são recebidos com violência

Alan Diógenes
Enquanto alguns alunos conseguiram entrar na reitoria, outros ficaram do lado de fora. (Foto: G. Alice)Enquanto alguns alunos conseguiram entrar na reitoria, outros ficaram do lado de fora. (Foto: G. Alice)

Um grupo de 15 acadêmicos ocupou a reitoria da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), e outros 60 protestam do lado de fora, na noite desta terça-feira (29), em Campo Grande. Os estudantes que reivindicam a Bolsa Permanência e a gratuidade do passe de ônibus e da alimentação no RU (Restaurante Universitário), foram recebidos com violência pelos guardas patrimoniais do local.

De acordo com a estudante do curso de Ciências Biológicas, que pediu para ser identificada por G. Alice, quando os alunos chegaram à universidade e tentaram entrar na reitoria, foram recebidos com agressividade pelos seguranças. A acadêmica conta que ficou ferida ao ser atingida por uma arma de choque de um dos seguranças. “Eles estavam atirando em todo mundo. Também empurraram uma amiga, que se desequilibrou e acabou se machucando na grade”, destacou.

Segundo a acadêmica, a Assistência Estudantil está atrasada desde fevereiro deste ano, e os alunos estão se evadindo da faculdade e voltando para suas cidades natais. “A galera tem que pagar luz, aluguel e alimentação. Sem a assistência, muitos estão desistindo dos cursos e voltando para suas casas em outras cidades, por que não conseguem se manter aqui”. Informou.

G. Alice disse que alguns estudantes estão sem o passe de ônibus desde o começo do ano e precisam pagar para vir à universidade. Além disso, ela comentou que os alunos acham injusto pagar a quantia de R$ 2,50 para comer no restaurante público do local. Eles querem que os dois benefícios sejam gratuitos.

A acadêmica ressaltou que a mobilização não tem relação com nenhum partido político e não está ligada ao DCE (Diretório Central dos Estudantes). Os universitários trouxeram barracas e mantimentos, e pretendem deixar a reitoria e o campus da UFMS somente quando suas reivindicações forem atendidas.

Estudantes disseram que só deixarão reitoria, quando reivindicações forem atendidas. (Foto: G. Alice)Estudantes disseram que só deixarão reitoria, quando reivindicações forem atendidas. (Foto: G. Alice)
Inscrições para concurso de professores da UFMS vai até 9 de maio
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) abriu hoje as inscrições para o concurso público de professores auxiliares e professores adjuntos...
UFMS abre nesta segunda inscrição a concurso com 46 vagas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) abre, amanhã, as inscrições para concurso público com 46 vagas. Foram lançados dois editais do pr...
UFMS promove curso “Mídia e Direitos Humanos da Criança” na Capital
O Curso de Jornalismo e a Escolha de Conselhos da Preae (Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis) da UFMS (Universidade Federal de Ma...
UFMS abre dia 28 inscrições para concurso público com 46 vagas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) abre na próxima segunda-feira, dia 28, as inscrições para concurso público com 46 vagas. Foram la...


o passe d onibus até axo correto revindicar, mas a comida, a R$2,50? ta d sacanagem né... sem contar q mais de 90% dos academicos da UFMS tem condições financeiras pra arcar com matricula, mas tranquilo revindicar é direito e correto desde que sem violencia...
 
carlos alexandre barros em 30/04/2014 11:22:31
Essas reivindicações dos estudantes são antigas e a reitoria não tomou nenhuma providencia para resolver o assunto, e aí como no Brasil nada se resolve sem que seja tomada alguma atitude drastica os fatos chegaram a este ponto.
Quanto a violencia alegada pelos universitarios eles tem que entederem que violencia gera violencia, para fazer a ocupação naturalmente eles cometeram alguns atos de violencia e os vigilantes de certo revidaram, pois a função deles é proteger o patrimonio da universidade.
Referente as reivindicações dos estudantes eles estão 100% com razão, não é justo que tenham que pagar transporte e alimentação para estudarem numa universidade federal, cuja principal finalidade é dar oportunidade para os ricos se formarem em seus cursos. Parabens aos que deram a cara para bater.
 
juvenil marques do vale em 30/04/2014 11:21:12
Essa reitora da UFMS não está nem aí para os acadêmicos. E não é de hoje!
Com um orçamento milionário, o quarto maior do MS, ser reitor da universidade é um "bom negócio" para quem é malandro. Enquanto isso, as salas que caiam... os estudantes que morram de fome... os professores que fiquem sem recursos materiais para suas aulas... a biblioteca que fique sem exemplares de livros... o HU que se sucateie...
Triste o descaso com que a educação é tratada. Do jeito que está é só uma teta para eles mamarem $$$.
 
Guaraci Mendes em 30/04/2014 08:45:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions