A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/08/2014 10:29

Acrissul espera reabrir parque semana que vem após 3 meses fechado

Aliny Mary Dias
Parque continua fechado desde decisão da Justiça e Acrissul espera reabrir (Foto: Marcelo Calazans)Parque continua fechado desde decisão da Justiça e Acrissul espera reabrir (Foto: Marcelo Calazans)

Interditado por ordem da Justiça há três meses, o Parque de Exposições Laucídio Coelho está prestes a ser reaberto, pelo menos essa é a esperança da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul). Após vistoria técnica feita ontem (18) por equipe da Prefeitura da Capital, a expectatica é que a licença definitiva seja emitida ainda essa semana e as portas do parque reabram na semana que vem.

Presidente da Acrissul, Francisco Maia explica que os mais de 90 dias com as portas fechadas já foram responsáveis por prejuízos de cifras altas. Um projeto de equoterapia e 100 funcionários de 20 empresas, que funcionam no parque, estão de braços cruzados e dezenas de leilões foram cancelados. O prejuízo, conforme Maia, passa de R$ 500 mil.

Com a vistoria feita ontem pelo setor de engenharia ambiental da Prefeitura, a liberação verbal já foi dada, mas o documento que vai garantir o funcionamento do espaço é a atual barreira a ser superada. “O fiscal esteve lá, viu todos os nossos projetos, as obras e disse que está tudo ok. Estamos esperando a Prefeitura emitir a licença definitiva ainda essa semana”, explica o presidente da Acrissul.

No último dia 29 de julho, a Prefeitura emitiu licença prévia que vale de 24 de julho desse ano até 24 de janeiro de 2016. Agora o que falta é a licença de istalação, que dependia da vistoria feita ontem.

“Já cumprimos todas as exigências, então acredita que até semana que vem seja liberado. Já estamos programando leilões para a próxima semana e estamos reunindo esforços para fazer um debate entre os candidatos ao Governo voltao para o agronegócio”, diz Maia.

Fechado - No dia 24 de abril, data de abertura da Expogrande, decisão da Justiça mandou interditar o parque. Na época, o desembargador Sideni Soncini Pimentel atendeu pedido de liminar do MPE (Ministério Público Estadual) e ordenou que o espaço fosse fechado cinco dias após a feira agropecuária. A decisão foi efetivada em 16 de maio.

Dias antes do início da Expogrande, o juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David de Oliveira Gomes Filhos, negou outro pedido do MPE para interditar o Parque de Exposições. No entanto, o magistrado manteve a multa de R$ 200 mil por dois eventos realizados no parque, apesar de proibição judicial. Segundo Maia, a Acrissul não foi notificada da decisão.

Passada todas as etapas burocráticas e efetivas as exigências ambientais, o parque volta a funcionar e habilitado para realizar nova edição da Expogrande, em 2015. Porém, no ano que vem, a proposta é realizar uma feira voltada ao setor agropecuário, sem a realização de shows.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions