A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/04/2015 10:06

Acusação pede absolvição de pedreiro acusado de matar amigo a tiros

Filipe Prado
Rubens foi acusado do crime, mas a acusação pediu a absolvição do réu (Foto: Marcelo Calazans)Rubens foi acusado do crime, mas a acusação pediu a absolvição do réu (Foto: Marcelo Calazans)

Acusado de matar o amigo a tiros em junho de 2004, no Jardim Colúmbia, o pedreiro Rubens de Oliveira Aguirre, 49 anos, foi julgado pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande na manhã de hoje (16). A acusação pediu a absolvição do réu, alegando que não há indícios suficientes para apontar a autoria.

O promotor de justiça afirmou que não houve elementos suficientes para constatar que Rubens seria o autor dos disparos. Conforme o inquérito, testemunhas contaram que os amigos foram até uma festa e não houve desentendimentos no local, sendo que eles foram embora horas depois a pé, mas não juntos.

Ainda, de acordo com o inquérito, a esposa de Rubens contou para a mãe que eles teriam que fugir e se esconder por um tempo, mas em juízo, a sogra do réu assegurou que ele teria saído da cidade, pois conseguiu um emprego, sendo que um registro na carteira de trabalho dele comprovou a contratação.

A acusação assegurou que Rubens contratou uma empresa de frete, para levá-lo para esta outra cidade, sendo que ela chegou a sua casa às 7h da manhã do dia do homicídio, sendo que o assassinato aconteceu no mesmo horário.

Sobre a autoria do crime, o promotor analisou que “fofocas” levaram a crer que o réu teria realizado os disparos, já que moradores da região asseguraram que ele teria fugido no dia do crime.

Não há indícios sobre a motivação do crime.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions