ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Acusado de roubo a carro-forte, homem é preso com documento falso em banco

Em 2014, Valdiran Nunes da Silva foi preso no Pará por roubo e também é foragido por assassinato no Maranhão

Por Kerolyn Araújo | 23/09/2020 09:00
Valdiran Nunes da Silva, 38 anos, chegando no Fórum para audiência de custódia. (Foto: Marcos Maluf)
Valdiran Nunes da Silva, 38 anos, chegando no Fórum para audiência de custódia. (Foto: Marcos Maluf)

Valdiran Nunes da Silva, 38 anos, foi preso na tarde de ontem (22) após abrir conta-corrente com documentos falsos em banco no Jardim dos Estados, em Campo Grande. Ele estava foragido da Justiça por assassinato no Maranhão. O suspeito já havia sido preso por roubo a carro-forte no Pará.

Segundo informações do boletim de ocorrência, Valdiran abriu conta-corrente no banco no dia 28 de agosto. Ontem, ele foi até a agência retirar o cartão de crédito e débito.

Um funcionário do banco percebeu que o RG apresentado pelo cliente apresentava indícios de ser falso e acionou o Garras (Delegacia Especializada Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros).

Agentes da delegacia foram ao local e abordaram o suspeito. Ele se apresentou como Felipe Siqueira Souza.

Durante a abordagem, o homem entrou em contradições e assumiu que estava usando documento falso. Aos investigadores, Valdiran contou que estava foragido da Justiça por homicídio no Maranhão, ocorrido em 2019.

Conforme apurado pela reportagem, Valdiran já havia sido preso em setembro de 2014 por roubo a carro-forte no Pará.

Valdiran foi preso e levado para o Garras. Ele passará por audiência de custódia nesta quarta-feira (23).


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário