A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

21/12/2017 15:24

Alívio traduz sentimento de moradores com ampliação do tapa-buraco

Empreiteiras vencedoras da licitação iniciaram os serviços hoje, com quarenta equipes pela cidade

Bruna Kaspary
Empreiteiras começaram atividades de tapa-buracos hoje (Foto: André Bittar)Empreiteiras começaram atividades de tapa-buracos hoje (Foto: André Bittar)

No primeiro dia de trabalho novas equipes do serviço de tapa-buracos em Campo Grande, depois da assinatura do contrato com as empreiteiras vencedoras de licitação, moradores revelam alívio com a ampliação do serviço. Ao todo são quarenta equipes trabalhando nas sete regiões da cidade, depois de quase três meses em que o serviço tinha apenas trabalhadores da própria prefeitura.

Com o início das atividades, comerciantes dizem que a principal alegria nesse momento é que os clientes não terão mais problemas em ir às lojas. "Se a pessoa está com a bateria um pouco danificada, e o cliente cai em um buraco como esse aqui na frente, o carro já para de funcionar na hora", afirma o gerente de uma loja de baterias para carro, Wagner Farias, de 33 anos.

Ele lembra que já presenciou diversos acidentes por conta do buraco, na Mascarenhas de Moraes. "que eu me lembre agora, já foram quatro acidentes. Mais lá para baixo, o menino levou três motos com o carro dele tentando sair do buraco".

Lucas Ribeiro Moraes, 21 anos, tem uma loja na mesma avenida, e brinca que, antes do início das atividades do tapa-buracos. "Você tinha que andar com um para de onde estavam os buracos", brinca o comerciante.

O comerciante lembra que já teve muitos problemas com os buracos. "Uma vez eu caí em um e o aro da moto chegou a entortar". Para Lucas, o fechamento dos buracos evita maiores acidentes. "Tinha uns que pareciam umas panelas, se você está de moto e cai neles, fica por lá mesmo".

Retomada - o prefeito Marquinhos Trad (PSD) assinou os contratos com a Pavitec, MR & JR Locação de Máquinas e Equipamentos, Diferencial e Gradual, empresas que farão os serviços. 
Elas vão receber R$ 34,2 milhões pelos reparos.

O prefeito afirmou que o município vai fiscalizar o trabalho e só pagará mediate prova documentada do que foi feito.

Desde 28 de setembro, Campo Grande tinha apenas equipes da própria prefeitura atuando, em razão do vencimento dos contratos. De lá para cá, foi aberta licitação, que travou na Justiça, e só agora foi concluída. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions