A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

20/12/2017 19:13

Prefeito assina contratos e 40 equipes começam tapa-buracos nesta quinta

As quatro empreiteiras selecionadas receberão R$ 34,2 milhões para realizar os trabalhos

Guilherme Henri e Anahi Gurgel
Prefeito Marquinhos Trad durante assinatura de contratos na tarde desta quarta-feira (20) (Foto: Anahi Gurgel)Prefeito Marquinhos Trad durante assinatura de contratos na tarde desta quarta-feira (20) (Foto: Anahi Gurgel)

O prefeito Marquinhos Trad assinou na tarde desta quarta-feira (20) contratos com as quatro empresas que estão responsáveis pelo serviço de tapa-buraco em Campo Grande. Com a assinatura 40 equipes já estarão nas ruas da Capital a partir desta quinta-feira (21).

As quatro empreiteiras selecionadas receberão R$ 34,2 milhões para realizar os trabalhos. Das equipes, 35 pertencem as empresas e cinco do próprio município.

A empresa MR & JR Locação de Máquinas e Equipamentos atuará nas regiões urbanas do Anhanduizinho e Lagoa. Conforme o prefeito, ela iniciará os trabalhos pelas avenidas Ernesto Giesel e Marinha, além das ruas Santa Quitéria, Raquel de Queiroz e Souto Maior.

Equipes da Pavitec estarão nas avenidas Três Barras e Mascarenhas de Morais. A Diferencial estará com técnicos na avenida Mato Grosso, Duque de Caxias e Presidente Vargas. Já a Gradual começará pela rua Abraão Julio Rai com a Rua das Garças.

Sobre a demora no início dos serviços, Marquinhos justificou que o trâmite foi uma “peregrinação” devido a impugnações e questionamentos que a prefeitura precisou rebater. “Foram muitas formalidades democráticas que exigem todo o cuidado de um gestor”, afirma.

Na oportunidade, o prefeito aproveitou para revelar que todos os serviços serão acompanhados por um fiscal e garante que “o serviço só será pago quando ele for fotografado e assinado por testemunhas”.

De acordo com Marquinhos, todas as empresas vencedoras foram homologadas pelo Tribunal de Contas e liberadas pelo Poder Judiciário. “Também já teve início um estudo para avaliar toda a pavimentação de Campo Grande para que se resolva de uma vez por todas o problema dos buracos”, revela.

O estudo terá o envolvimento do Ministério Público Estadual, UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), DNIT, CREA, OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil em MS), Câmara e a própria prefeitura. “A realização deste levantamento e planejamento será para os próximos 5 anos e já tem um reunião agendada para o dia 5 de Março de 2018”, comenta.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions