A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

16/06/2011 18:36

Amigas de filho de policial que matou servidor falam sobre o réu à Justiça

Nadyenka Castro

Elas declararam que o rapaz é tranquilo

Familiares e amigos de Ítalo em manifestação quando a morte do rapaz completou um ano, no último dia 4.Familiares e amigos de Ítalo em manifestação quando a morte do rapaz completou um ano, no último dia 4.

Duas amigas e a madrasta de Guilherme Henrique Santana de Andrea, autor do tiro que matou o servidor público Ítalo Marcelo de Brito Nogueira, em junho do ano passado, em Campo Grande, falaram sobre o rapaz à Justiça na tarde desta quinta-feira.

As três não estiveram no local dos fatos. Elas são testemunhas referenciais e todas disseram que Guilherme é um rapaz tranquilo, trabalhador e próximo da família.

Convivente do pai do jovem há seis anos, a madrasta ainda declarou que ele não demonstra interesse por armas e que ficou sabendo que o disparo que atingiu Ítalo foi acidental.

Uma das amigas dele também fez a mesma declaração: de que ficou sabendo que o tiro foi acidental

Guilherme, que é filho do policial civil Pedro Wladimir de Andrea, o qual na época dos fatos era lotado na Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico, acompanhou os depoimentos e será interrogado no próximo dia 30, a partir das 15h30min.

Ítalo foi morto por um tiro disparado por Guilherme com a espingarda da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública que estava cautelada ao pai dele.

Segundo depoimento do policial e também relato da esposa dele, ele estava sendo ameaçado de morte e por isso estava com a espingarda.

Os três participavam de uma festa quando houve o disparo, que segundo o autor, foi acidental. Testemunhas disseram à Polícia Civil que Guilherme exibia a arma e o pai dele chegou a fazer um disparo no local.

Ítalo trabalhava no Detran e era estudante de Direito na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Trabalho voluntário - Lineker Luiz Vazes Fernandes era acusado de ter dado fuga a Guilherme após o crime. Ele teve a ação penal suspensa e irá ter que prestar serviço voluntário por seis meses. Caso contrário, volta a ser réu.

Acusado de dar fuga a filho de policial pode ter ação suspensa
Audiência será hojeEstá marcada para as 14 horas desta quinta-feira a audiência para tratar da suspensão do processo em que Lineker Luiz Vazes Ferna...
Homem foge de briga, se envolve em acidente e acaba agredido por moradores
Flávio Guimarães Fernandes, 39 anos, foi confundido com ladrão e agredido por moradores após se envolver em acidente. O caso aconteceu na madrugada d...


Porque é tão difícil para um ser humano assumir seus erros???
RISCO DE MANUSEAR ARMA (por uma pessoa não preparada, sem porte, engatilhada e em ambiente residencial) = HOMICÍDIO DOLOSO! Qual a dificuldade de entenderem isso???
 
Sylvia Brito em 02/07/2011 01:06:11
E FILHO DE POLICIAL E INOCENTE NE? FAZER OK???????????
SE FOSSE FILHO DE LAVADEIRA OU TAL SERIA CULPADO NAO ACIDENTAL
 
ESTER REIS em 17/06/2011 11:46:04
Por que os bons vão e os ruins ficam?????? Amigo Ítalo nunca esqueceremos de vc, em todas as orações lembraremos da sua breve passagem aqui na terra, saudades do amigo e parceiro.
Ricardo Barros (Instrutor e examinador de trânsito-SP)
 
Ricardo Barros em 17/06/2011 11:37:03
nao importa que tenha sido acidente e sim uma vida foi tirada pela atitude irresponsavel de um servidor publico em deixar a arma a vista de um filho tambem irresponsavel por pegar a mesma e ficar botando banca porque o papai e servidor publico que estava de posse da arma,ela tinha que ficar onde estava ele nao tinha que ter encostado nela,agora tem que ser homem para assumir as consequencias ja que ele foi na hora de pegar a arma.
 
marcelo argemon em 17/06/2011 11:22:20
FATALIDADE, OU NÃO, DISPARO ACIDENTAL, OU NÃO, SÓ O QUE DEVE SER LEMBRADO É QUE ITALO ESTA MORTO E A JUSTIÇA DEVE SER FEITA, DE QUALQUER MANEIRA E ESSE CRIME NÃO PODE FICAR IMPUNE, E O AUTOR DO DISPARO PAGUE PELO QUE FEZ, QUE POR PIOR QUE SEJA O RESULTADO PARA ELE, O MESMO AINDA ESTA VIVO ...
 
ANDERSON MARCELO em 17/06/2011 09:53:08
MEU RECADO A TODOS... PARA OS OLHOS DE DEUS NADA FICA ENCOBERTO.. A JUSTIÇA SERA FEITA MAIS CEDO OU MAIS TARDE AGUARDEM.
REGINA E FAMILIA FIQUEM COM DEUS.

ABRAÇOS ALIPIO E FAMILIA.
 
ALIPIO RAYMUNDO DA SILVA em 17/06/2011 08:59:21
O CASO É SÉRIO, COMO PODE UMA ARMA DO ESTADO, NAS MÃO DE PESSOAS NÃO HABILITADA, SE O PAI É SERVIDOR PÚBLICO, TERÁ QUE SER PUNIDO, POIS A RESPONSABILIDADE DO PAI É GRANDE, CABE OS DOIS SEREM PUNIDOS, E O GOVERNADOR, PRECISA TOMAR PROVIDÊNCIA NISTO, POIS É ELE O CHEFE GERAL DO ESTADO, TEM A RESPONSABILIDADE E O DIREITO DE EXIGIR DOS ÓRGÃO AUXILIÁRES DESTE ESTADO, NA CORREÇÃO DO ERRO DO SERVIDOR PÚBLICO EM DEIXAR UMA ARMA PÚBLICA A DISPOSIÇÃO DO FILHO, OUTRA É ESTAR COM UMA VIATURA DO ESTADO NUMA FESTA PARTICULAR, SÃO COISAS QUE DEVE A SOCIEDADE SE MANIFESTAR, E EXIGIR OS SEUS DIREITOS, A OBRIGAÇÃO DE QUAISQUER SERVIDORES, É COISA SÉRIA ELES NÃO SÃO ABSOLUTOS, SENHOR GOVERNADOR FIQUE DE OLHO.
 
PEDRO BRAGA em 17/06/2011 01:28:09
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions